O texto dissertativo é um texto onde sua natureza teórica tem por objetivo colocar, detalhadamente, um tema, desdobrando-o em todos os seus aspectos. É através dessa forma lógica de escrita, com suas concepções iniciais que o autor propõe reflexões, coloca uma forma de pensar, defende um ponto de vista, elabora um texto sobre alguma ideia, cria temas polêmicos, menciona fatos que levarão a debates, coloca pensamentos que levarão a tirarem consequências dos fatos, fará com que interrogações e pesquisa sejam feitas para abalarem determinadas certezas absolutas.

Este tipo de texto se representa de duas formas: argumentativo e opinativo, pois expõe a opinião sobre um determinado fato, através de uma comunicação lógica, coerente e coesa.

Parte de uma dissertação

Um texto dissertativo pode ser repartido em três partes que se interligam:


1 – Introdução

Também chama de “tese”, é onde inicia-se a dissertação, colocando a ideia central sobre o tema de forma clara. Trata-se da parte mais importante do texto, sendo por isso que as informações deverão estar inseridas e, a o longo do texto, desenvolvidas.

É onde deve estar bem inserido o texto, de modo que o leitor queira continuar lendo. É nesse momento que será definido o que será dito, é onde o escritor informa ao leitor que o seu texto merece ter atenção.

A introdução pode ser apresentada como:

  • Afirmação geral sobre o assunto;
  • Consideração do tipo histórico-filosófico;
  • Citação;
  • Comparação;
  • Algumas perguntas;
  • Narração.


2 – Desenvolvimento

Também conhecido como “antí-tese” ou “antítese”, é nessa parte do texto que são desenvolvidas a argumentação através de opiniões, dados, levantamentos, estatísticas, fatos e exemplos sobre o tema, a fim de que a sua ideia central colocada na introdução seja defendida com propriedade.

Nessa parte do texto, a convicção do autor aparecerá de forma mais explícita, se fazendo presente no desenvolvimento do texto. Nessa hora que será desenvolvido o tema, podendo ser de argumentação por citação, comprovação ou um raciocínio lógico.

O conteúdo poderá ser organizado de diversas maneiras, dependendo apenas da proposta do texto e das informações que estão sendo discutidas.


3 – Conclusão

O nome já informa o que se deve esperar dela. É o lugar onde o texto é concluído. Ou seja, não se pode deixar um texto sem a sua conclusão, e é justamente nesse momento que o nome “nova tese” é mencionado, pois é um momento em que há o fechamento das ideias, principalmente quando há uma inserção de uma nova ideia no texto, ou seja, uma “nova tese”.

É a parte final do texto, um resumo com força e brevidade do texto. É nessa parte que serão respondidas as questões propostas inicialmente no texto, expondo uma avaliação final do assunto.


Tipos de dissertação

A dissertação pode ser encontrada de duas formas: dissertação argumentativa e dissertação expositiva.

No texto dissertativo argumentativo, a intenção é persuadir o leitor, convencendo-o de sua ideia central, a partir de correntes argumentações, fatos, exemplos, entre outros.

Já no texto dissertativo expositivo, é onde as ideias, teorias e conceitos são expostos, mas sem a necessidade de tentar convencer o leitor.

Exemplo de texto dissertativo:
Texto dissertativo tema o amor

Veja também:
Texto Dissertativo-Argumentativo


Assuntos Relacionados à Texto:

O que é um Texto?

Relações entre textos

Interpretação de texto

Texto Descritivo

Tipos de Textos Descritivos

Texto Narrativo

Texto Jornalístico

Texto Poético

Texto em Prosa

Textos na linguagem informal

Leia também! Assuntos relevantes