A redação dissertativa argumentativa pode ser feita por etapas, e essa é uma das dicas de redação mais eficientes para você construir um bom texto. Lembre-se que suas ideias, seus pontos de vista e seu raciocínio crítico sobre o tema disposto são muito importantes.

Através da introdução, desenvolvimento e conclusão, que demonstrem sua capacidade de organizar o conteúdo de maneira lógica, você pode construir uma redação nota 10. Confira as dicas!


Como fazer a introdução da redação?

Entre as dicas de redação mais importantes está o passo a passo sobre como fazer a introdução do texto de maneira eficiente. Por isso, nesta etapa, você precisa cumprir com duas tarefas, que são: apresentar o tema e expor a tese. Para isso, é possível iniciar com uma declaração ou com uma alusão histórica, para que o leitor seja contextualizado no assunto.

Outras maneiras de introdução para a redação são a citação de um livro, uma frase de um autor famoso, o trecho de uma pesquisa ou de um estudo respeitado. Você ainda pode começar com uma pergunta que esteja ligada ao tema e que será respondida completamente ao longo do texto.

Se o tema for muito amplo, é possível fazer um recorte para uma abordagem mais assertiva, sem fugir do tema proposto. A introdução ainda pode ser comparativa e precisa ser feita como uma etapa importante da redação, para mostrar que você sabe apresentar ao leitor o tema através de conteúdos que você consome, como: notícias, filmes, livros, pesquisas e outras fontes.


Como fazer o desenvolvimento de uma redação?

Na etapa de desenvolvimento, você deve apresentar todos os argumentos que confirmam seu ponto de vista. Com o método dedutivo é possível expor sua ideia através de um conceito que é uma verdade coletiva, como: “a justiça é extremamente necessária para a sociedade”, para, logo depois, questionar o fato com “mas nem todas as pessoas têm acesso a ela”. E assim aprofundar sua análise através de argumentos sólidos.

Seu leitor pode precisar de dados que sirvam para convencê-lo do seu ponto de vista, como: “cerca de 30% dos brasileiros não possuem acesso a um advogado” ou “segundo pesquisa, 40% dos cidadãos não conhecem as leis do país”, entre outros números que façam valer seu ponto de vista. (Só para deixar claro, os dados acima são fictícios e servem apenas para explicação).

Separe um parágrafo para cada ideia, sem misturá-las no desenvolvimento, para não errar na coesão textual. Usar referências históricas é uma excelente maneira de justificar seus argumentos, assim como analisar dados mais concretos para desenvolver sua tese, tais como:

  • Gráficos;
  • Pesquisas;
  • Tabelas;
  • Estatísticas;
  • Entre outros números.

Na argumentação, você ainda pode elaborar comparações para relacionar dois pontos de vista diferentes, além de usar a exemplificação para que dados sejam contrapostos ou complementados.

Tome alguns cuidados na etapa do desenvolvimento, como evitar “achismos” e usar dados concretos, referências e fatos que validem seus argumentos. Utilize seu texto para demonstrar sua posição sobre o tema, tornando-o argumentativo e não apenas informativo.


Como fazer a conclusão da redação?

É fundamental fazer a conclusão de maneira eficiente. Nesta etapa, suas ideias precisam ser fechadas de maneira relacionada ao desenvolvimento dos argumentos e à introdução.

Por isso, se você começou com uma pergunta, por exemplo, ela precisa ser respondida. A estrutura mais adequada para a conclusão é usar as linhas iniciais para reapresentar o tema, os argumentos principais e finalizar a redação.

Alguns conectivos são muito úteis na conclusão, como “enfim”, “em suma” e “logo”. Na conclusão, principalmente na redação para o ENEM, é importante apresentar resposta para as perguntas, com uma proposta de intervenção para a situação problema referente ao tema.


Qual o tamanho da redação?

Uma boa dica é fazer da seguinte maneira:

Introdução – 1 parágrafo

Desenvolvimento argumentativo – 3 parágrafos

Conclusão – 1 parágrafo