Conceito e Histórico

O Enem é a sigla do Exame Nacional do Ensino Médio. A prova foi criada pelo Ministério da Educação em 1998 para avaliar a qualidade do ensino médio do país. O exame passou a ser utilizado como forma de ingresso para universidades pelo SiSu, Sistema de Seleção Unificada. A avaliação também pontua para o Programa Universidade para todos, o ProUni e serve de certificado para o EJA, Educação de Jovens e Adultos.

Praticamente desde que foi criado o número de participantes no exame foi crescendo. Em 2011 fizeram o teste mais de 6 milhões de pessoas. No primeiro ano de aplicação participaram do exame cerca de 150 mil pessoas.

Depois de passar por algumas modificações, o Enem sofreu sua grande alteração com o ministro da Educação Fernando Haddad. Sua proposta foi unificar o vestibular e adotar o Enem como forma de seleção para o ingresso nas universidades.

Para o MEC o vestibular tradicional desfavorece o candidato que não pode se locomover para fazer as provas. O problema é que dados do próprio governo apontaram que é muito baixa a mobilidade de estudantes entre os estados da Federação. Para mudar esse quadro a pasta pretende aumentar os recursos para que alunos possam eleger outros estados para estudar e ter condições financeiras para se manter através do auxílio público.

Os problemas com o Enem começaram em 2009. As provas foram furtadas da fundação responsável por fazê-las e distribuí-las. Logo depois o gabarito da prova foi furtado. Em 2010 informações sigilosas pessoais dos candidatos vazaram pela internet. Tudo isso colocou em cheque a qualidade do processo de seleção, mas agora a história é diferente.

O ENEM, é a avaliação que qualquer aluno ou pessoa pode fazer para que possa ter acesso às faculdades, tanto públicas, quanto particulares. Foi criado pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC) a fim de que os alunos que concluíram o ensino médio no Brasil pudessem ser testados.

O resultado obtido pelos alunos nas provas do ENEM os ajuda a ingressar nas universidades públicas ou então, ganhar bolsas de estudos em instituições particulares.

Criado em 1998, o ENEM é o maior processo seletivo de nível nacional do Brasil, onde, a cada ano, cerca de 7 milhões de candidatos são inscritos para realizar as provas.


Site Oficial do Enem:

http://enem.inep.gov.br


Por que fazer ENEM?

Porque você precisa dele para poder entrar nas universidades federais. As universidades e faculdades federais têm toda a autonomia para escolher a forma como vão utilizar o ENEM no seu processo seletivo.

Veja também: Quais são as melhores faculdades federais do Brasil?

Muitas dessas faculdades passaram a utilizar a inscrição no SISU, Sistema de Seleção Unificado, como único critério para acesso, mas outras preferem fazer uma combinação entre a nota do ENEM e a nota do próprio vestibular.

E para participar do SISU, você precisará da nota do ENEM. Como visto acima, muitas faculdades utilizam o SISU como única forma de acesso. O SISU tem duas edições por ano, sempre no início de cada período letivo, e para concorrer ao curso que deseja, você precisará utilizar a nota do ENEM.

Se você não quiser fazer nenhuma faculdade, mas apenas um curso técnico, o ENEM te ajuda a consegui-lo, através do SISUTEC, que tem um sistema parecido com o SISU, mas é voltado para as pessoas que desejam entrar em um curso técnico em alguma instituição federal.

O ENEM também te ajuda a participar do Prouni, que é uma medida do governo federal que oferece bolsas de estudo para os estudantes de baixa renda que desejam ingressar em uma faculdade particular.

Assim como para usufruir do FIES, que é um empréstimo que o governo dá ao estudante. Esse programa é voltado para a pessoa que deseja entrar na faculdade, mas não tem recursos para arcar com toda a mensalidade.


Como a pessoa fica sabendo se foi aprovada no ENEM?

Se você fez a prova do ENEM e quer saber o resultado, eles serão liberados apenas no início do ano que se sucede. O Inep, um órgão vinculado ao MEC, emite as notas dos estudantes, além de liberar os desempenhos mínimos e máximos de todos os candidatos nas provas das quatro áreas de conhecimento.

Confira na Página do Participante.


O ENEM é feito em 2 dias?


Fazendo a prova do ENEM

Sim. Todo ano, o ENEM é realizado em duas etapas, ou seja, é dividido em dois dias: esse ano, no dia 4 de novembro, serão aplicadas as provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias/Redação/Ciências Humanas e suas Tecnologias.

No dia 11 de novembro, será a aplicação das provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologia/Matemática e suas Tecnologias.


Quem pode fazer?

Qual pessoa pode fazer o ENEM. Sendo que, caso seja aprovado e tenha que ingressar em alguma faculdade, deverá apresentar o diploma do Ensino Médio concluído.


Quantas questões?

O ENEM tem 180 questões, divididas em:

  • 45 questões de Ciências Humanas e 45 de Ciências da Natureza;
  • 45 questões de Linguagem e Códigos e 45 de Matemática + 1 redação.

Números dos participantes do ENEM nos concursos passados

  • 2009 – 4,1 milhões;
  • 2010 – 4,6 milhões;
  • 2011 – 5,4 milhões;
  • 2012 – 5,8 milhões;
  • 2013 – 7,2 milhões;
  • 2014 – 8,7 milhões;
  • 2015 – 7,7 milhões;
  • 2016 – 8,6 milhões;
  • 2017 – 6,1 milhões.


Tudo sobre o ENEM 2018:

ENEM 2018


Mais informações sobre o Exame Nacional do Ensino Médio:

Entenda como é calculada a nota do ENEM

Como fazer uma boa prova no Enem?

Como fazer uma boa redação para o ENEM?

Leia também! Assuntos relevantes