História do Forró Brasileiro

O forró é perfeito para quem prefere um ritmo musical animado, com letras divertidas ou apaixonantes, muito gostoso de dançar e extremamente popular. Este estilo musical bastante brasileiro faz sucesso praticamente no país inteiro, passa por algumas adaptações em algumas regiões e, com certeza, já ocupa um espaço garantido no gosto do público. A história do forró brasileiro mostra que o ritmo tem fortes ligações culturais com o Nordeste, lugar onde se originou.

Na história do forró brasileiro, pode-se dizer que o forró nordestino é o mais tradicional, e todos os outros tipos de forró são aperfeiçoamentos e adaptações, feitas para agradar o público de outras regiões do país. O forró ganhou tanta identidade nacional que tem até um dia especialmente para ele, em 13 de dezembro – Dia Nacional do Forró!

Para ser forró é necessário ser tocado com 3 instrumentos típicos. São eles:

  • Zabumba;
  • Sanfona;
  • Triângulo.

Na história do forró brasileiro, que se inicia no século 19, é possível observar que as letras são muito populares, voltadas a retratar de maneira simples, de fácil entendimento, aspectos do dia a dia da população, com elementos fortes da cultura nordestina e sertaneja da região.

Na época em que o forró apareceu no sertão nordestino, as pessoas se encontravam para dançar em bares muito modestos, feitos com chão de terra batida. Para não levantar poeira, era comum o proprietário molhar o chão, para assentar o piso. Era comum que a dança fosse executada “arrastando os pés”, assim não subia a poeira.

Por isso, em muitas letras, os cantores falam diversas vezes “vamos levantar poeira”, com objetivo de animar o público, no sentido de estimular as pessoas a dançarem mais!

Muitos estudiosos tentaram escrever sobre a história do forró brasileiro, mas o pesquisador Luiz Câmara Cascudo é o autor da versão mais conhecida. Segundo o estudioso, primeiro surgiu a palavra forrobodó, que quer dizer bagunçar, farrear e arrastar o pé. Forró, então, seria apenas uma maneira resumida de dizer “forrobodó”, uma palavra bem mais comprida, que foi caindo em desuso entre os frequentadores dos bailes.

A dança do forró é feita em par, com muito gingado e, dependendo dos parceiros, pode ser até uma dança sensual. Os corpos ficam bem próximos durante a execução dos passos.

Na história do forró brasileiro, é possível perceber que, conforme os nordestinos foram se espalhando pelo Brasil a partir dos anos 1960, o ritmo foi se tornando mais popular e contagiando a população local de São Paulo e de outros Estados. Entre as versões mais conhecidas do forró estão as seguintes:

  • Forró universitário;
  • Forró pé-de-serra;
  • Forró tradicional;
  • Forró eletrônico.

Um dos músicos mais famosos do forró nordestino tradicional, um marco na história do forró brasileiro e da MPB, é Luiz Gonzaga. Uma banda que fez e ainda faz muito sucesso no Brasil no gênero classificado como forró universitário é o Falamansa.

Escute: Asa Branca - Luiz Gonzaga

Veja: Festa Junina

Aproveite para conhecer outros músicos que encantam o nosso Brasil com esse ritmo maravilhoso, como Alceu Valença, Elba Ramalho, Dominguinhos, Aviões do Forró, Rastapé, Limão com Mel e muito mais!


Veja também:

Conheça os principais gêneros musicais do Brasil

Danças Folclóricas

Folclore Brasileiro

Músicas Típicas do Ceará