Quem foram os Hippies?

O movimento hippie nasceu nos Estados Unidos, nos anos de 1960, principalmente na Califórnia, na cidade de São Francisco. Os jovens de classe média, alguns de origem rica, com menos de 30 anos de idade, passaram a questionar valores estabelecidos e comportamentos que eram padronizados.

Os hippies buscavam uma nova maneira de viver, muito mais feliz e livre. Talvez, a origem da palavra hippie estivesse ligada à felicidade, do inglês happy. Porém, não existe consenso entre os especialistas sobre a origem do termo.

A filosofia hippie tentava criar um novo estilo de vida. Neste sentido, exploravam algumas novidades para a época, tais como:

  • Espiritualidade;
  • Busca por filosofias orientais;
  • Cultura à natureza;
  • Uso de drogas, especialmente maconha, LSD e mescalina.

Os hippies também se juntavam em tribos, viajavam bastante de forma alternativa para explorar o mundo e conhecer diversas cidades e países, em um modo de vida simples e nômade. O foco era viver intensamente, ter boas e marcantes experiências.

Comunidade Hippie

Para os hippies, não fazia sentido passar a vida acumulando dinheiro em busca de mais riquezas, sendo escravo do próprio trabalho e vítima da própria maneira de viver. Como estavam sempre circulando, os hippies desprezavam as fronteiras entre os países e viviam em busca da verdadeira paz.

O paraíso hippie era encontrado no próprio dia a dia, ao contrário do que pregam algumas religiões, do paraíso após a morte. O lema que deixa claro esta forma de enxergar a religião é “Paradise Now”, ou Paraíso Agora, praticamente instantâneo!

Simbolo Hippie

O prazer, o sexo e as drogas eram comuns no movimento hippie. Então, neste contexto, outro lema marcante foi criado, o “paz e amor”, do inglês “peace and love”. Provavelmente, este é um dos lemas mais conhecidos do mundo.

Uma das personalidades hippies mais famosas foi Timothy Leary, conhecido como o criador do LSD, uma droga que foi definida como transcendental, totalmente vinculada com o movimento hippie. Professor da Universidade de Harvard, ele foi desligado da instituição acusado de estimular o uso do LSD entre os alunos.

Para o professor, o uso de LSD ajudava os hippies a terem um domínio da mente, alcançando outras dimensões espaciais, mentais e criando uma nova identidade.

Por causa do lema “paz e amor”, o movimento hippie foi classificado como pacifista, muito parecido com o que pregava São Francisco de Assis, inclusive sobre um estilo de vida longe do luxo e da ganância.

Veja também:

Leia também! Assuntos relevantes