A crônica é um tipo de texto que tem presença marcante no jornalismo e também no cotidiano da população. Trata-se de um texto narrativo, que apresenta um tamanho curto. É comumente escrito para jornais, revistas e outros veículos de comunicação.

Normalmente, as crônicas tratam de temas atuais, o que faz com que essas produções tenham uma vida curta, ou seja, prazo de validade. Ler uma crônica velha é como não acompanhar as atualizações dos fatos.

A crônica pode falar sobre fatos cotidianos e corriqueiros, mas também pode tratar de assuntos relevantes para a sociedade em geral. Para interpretar corretamente uma crônica, é importante que o leitor esteja familiarizado com o contexto ou assunto que o conteúdo aborda.

É um gênero textual extremamente popular, que começou a circular no Brasil com os folhetins do século XIX. Muitos autores brasileiros consagrados pela crítica atuaram como cronistas de jornais, como, por exemplo, Machado de Assis, Rubem Braga, Carlos Drummond de Andrade, Luís Fernando Veríssimo, Fernando Sabino, Carlos Heitor Cony, Caio Fernando Abreu, entre outros.

O objetivo da crônica é sempre aproximar o leitor de um fato, destacando informações importantes com uma linguagem direta. Este tipo de conteúdo é fundamental na construção dos periódicos.

Mulher escrevendo uma Crônica

Características da crônica

As principais características que definem a crônica como gênero textual são:

  • Texto curto
  • Linguagem facilitada e simples
  • Narrativa atraente
  • Relata fatos cotidianos
  • Tem vida útil limitada

É possível dividir a crônica em, pelo menos, três categorias. São elas: crônica jornalística, crônica humorística e crônica histórica. Cada uma delas tem suas próprias características. Confira:

Crônica jornalística – É uma crônica dissertativa, que traz temas atuais e uma proposta de reflexão.

Crônica Humorística – É uma crônica voltada ao entretenimento, baseada em humor e ironia. Critica a sociedade, a política, a economia, entre outros pontos.

Crônica Histórica – É uma crônica que relata fatos históricos, demarcando tempo, espaço e personagens importantes. Pode ser classificada como uma crônica narrativa.

A crônica como gênero textual pode ser cobrada em provas e vestibulares, com destaque para o Enem. A crônica é um texto versátil, interessante e que pode conter opiniões indiretas sobre os temas abordados.

Outros escritores brasileiros que eram ou ainda são brilhantes escrevendo crônicas são: Raquel de Queiroz, Clarice Lispector e alguns mais contemporâneos, como Fernanda Torres, Clóvis Rossi, Elio Gaspari, José Simão, Juca Kfouri, entre outros cronistas.

A crônica é um gênero dinâmico e, por isso, com o passar dos anos, foi adaptada também como crônica literária, crônica esportiva, crônica lírica, entre outros perfis. Essas produções textuais curtas e com função informativa também podem ser usadas em rádio, televisão, blogs, entre outros veículos. É um texto útil, normalmente publicado de forma periódica, em um mesmo dia da semana, a fim de que o leitor crie certa familiaridade com o escritor.


Veja também:

10 de Setembro, Fundação do Primeiro Jornal do Brasil

Texto Jornalístico

Jornalismo no Brasil

Texto Editorial

Carta do Leitor

Leia também! Assuntos relevantes