Ortografia da Língua Portuguesa

A ortografia tem como característica estabelecer padrões para a forma escrita das palavras. Essa escrita está relacionada a vários critérios ligados à origem das palavras e aos fonemas representados. É importante salientar que a ortografia é fruto de uma conversa.

A forma de escrita das palavras é produto de acordos ortográficos que envolvem diversos países que utilizam ou possuem a língua portuguesa. O melhor exercício para treinar a ortografia é ler, escrever e consultar sempre o dicionário quando tiver alguma dúvida.

Possui dois tipos de ortografia: fonética e etimológica.

Ortografia fonética – cada som corresponde a uma letra ou grupo de letras que correspondem a um único som.

Ortografia etimológica – um mesmo som pode corresponder a diversas letras e cada letra ou grupo pode corresponder a diversos sons, dependendo da história, da gramática e dos usos tradicionais.


O Alfabeto

O alfabeto da língua portuguesa possui 26 letras. Cada letra apresenta duas formas: maiúscula e minúscula.

Assim sendo, as letras do alfabeto ficam assim:

a A i I q Q y Y
b B j J r R z Z
c C k K s S
d D l L t T
e E m M u U
f F n N v V
g G o O w W
h H p P x X

Uma observação a ser feita é que se utiliza o “ç”, que representa o fonema “s”, sempre atrás das vogais a, o e u.

Emprego das letras K, W e Y

Essas três letras são utilizadas nos seguintes casos:

a) Em designações atribuídas a alguém originário de outras línguas e seus derivados.
Ex: Kant, kantismo, Darwin, darwinismo, Taylor, taylorista.

b) Em nomes próprios de outras línguas e seus derivados.
Ex: Kwait, kwaitiano.

c) Em siglas, símbolos, e palavras adotadas como unidades de medidas internacionais.
Ex: K (Potássio), W(West), kg (quilograma).


Emprego de X e Ch

Usa-se o X:

a) Após um ditongo.
Ex: feixe, trouxa, baixa
A exceção é a palavra recauchutar e seus derivados.

b) Após a sílaba inicial “en”
Ex: enxame, enxada, enxaqueca
A exceção são as palavras iniciadas em “ch” que recebem o prefixo “en”
Ex: encharcar, enchiqueirar, encheu e seus derivados.

c) Após a sílaba inicial “me”.
Ex: mexer, mexerica, mexicano, maxixe.
A exceção é a palavra mecha.

d) Nas palavras que tenham origem indígena ou africana e nas palavras inglesas aportuguesadas.
Ex: abacaxi, xavante, orixá, xará, xerife, xampu.

e) Nas seguintes palavras:
Bexiga, bruxa, coaxar, faxina, graxa, lagartixa, lixa, lixo, puxar, rixa, oxalá, praxe, roxo, vexame, xadrez, xarope, xaxim, xícara, xale, xingar.


Emprego do dígrafo Ch

Utiliza-se nos seguintes vocábulos:

Bochecha, bucha, cachimbo, chalé, charque, chimarrão, chuchu, chute, cochilo, debochar, fachada, fantoche, ficha, flecha, mochila, pechincha, salsicha, tchau.

Estar por dentro da língua portuguesa, saber colocar as palavras no seu devido lugar, ter uma boa escrita e elaborar textos que façam sentido e mostrem o conhecimento de quem escreve é muito importante.

Um simples erro pode fazer com que você perca uma boa oportunidade que poderia aparecer.

Pessoa escrevendo com caneta

Exemplos Ortográficos

Emprego do "por que, por quê, porque, porquê"

A reforma da casa não foi feita porque o seu proprietário ficou sem verba.
Não sei por que o arquiteto pediu demissão da firma.
O supermercado foi fechado por quê?
Jamais entenderemos o porquê de tanta ambição.
Respeite as leis de trânsito porque elas são de fundamental importância.
Não sabemos por que ele não veio.

Confira mais: Utilização do Porque - Por quê - Porquê - Por que

Radicais Gregos

aer - aero - (ar) - aeronauta, aéreo, aeróstato
agro - (campo) - agronomia;
antropo - (homem) - antropologia, antropólogo
aster - astro - (estrela, astro) - asteróide, astrólogo
biblio - (livro) - bibliografia, biblioteca
caco - (mau) - cacofonia, cacografia
cali - (belo) - califasia, caligrafia
ergo - (trabalho) - ergonomia, ergometria
ictio - (peixe) - ictiófago, ictiologia
lito - (pedra) - litografia, litogravura


Radicais Latinos

ali - (casa) - aligeiro, aliforme
alti - (alto) - altissonante, altiplano, altímetro
bel - beli - (guerra) - belígero, beligerante
cent - (cem) - centavo, centena, centopéia
curvi- (curvo) - curvilíneo
igni - (fogo) - ignívomo
nocti - (noite, trevas) - noctívago, nocticolor
nibi - (nuvem) - nubívago, nubífero
umbri - (sombra) - umbrívago, umbrífero
uxori - (esposa) - uxório, uxoricida


Prefixos Gregos

an, a - (privação, negação) - a anarquia, ateu, amoral, anemia
ap(o) - (afastamento, separação) - apóstata, apogeu, apóstolo
ec, ex - (movimento para fora) - eclipse, exaltar
hipo (posição inferior, escassez) - hipótese, hipoderme
sem - (falta, privação, ausência) - sem-amor, sem-terra


Prefixos Latinos

ante - (anterioridade no espaço ou no tempo) - antebraço
cis - (posição aquém, do lado de cá) - cisplatino, cisalpino
de - (movimento de cima para baixo) - decair, depor
extra - (posição exterior, fora de) - extraconjugal, extraviar
retro - (movimento para trás) - retroação, retrovisor


Sufixos

algia - (dor) - nevralgia;
derme - (pele) - endoderme, epiderme
fago - (que come) - necrófago, antropófago
forme - (que tem forma de) - cuneiforme, uniforme
voro - (quem come) - carnívoro, herbívoro, onívoro


Aumentativos e diminutivos importantes

boca - bocarra
corpo - corpanzil, corpúsculo
homem - homenzarrão, homúnculo
mulher - não tem aumentativo nem diminutivo - mulher grande e mulher pequena

Assuntos recomendados:

Leia também! Assuntos relevantes