As Nuvens

Por toda parte, sobretudo no ar existe vapor áqueo, devido à evaporação dos mares, dos lagos, dos rios e até da enorme massa da vegetação. Naturalmente, a umidade do ar será maior onde uma grande bacia de água está pronta a transformar-se em vapor. O ar, segundo sua temperatura, pode conter uma quantidade variável de água, tanto maior quanto for quente o ar. Mas, se este, vindo em contato com correntes frias ou elevando-se a grandes alturas, esfria, o vapor se condensa, formando inúmeras gotinhas, que conseguem ficar suspensas no ar e não se transformam em chuva por causa das correntes que tendem a subir para o alto, "mantendo-se lá em cima".

Para que as gotinhas redondas das nuvens possam formar-se, é preciso a presença de microscópicos corpúsculos estranhos: fumaça, pó, areia, etc. Muito freqüentemente, as nuvens, especialmente os cirros, nuvens altas, sutis, veladas, contêm, além de água sob forma de gotas, também numerosos cristais de gelo, nos quais a luz solar se reflete.

Enquanto o vapor de água estiver, transparente e deixar passar os raios do sol, sem interceptá-los, as nuvens, isto é, água em estado líquido, bloqueiam boa parte da luz solar, ou melhor, as superfícies esféricas das infinitas gotinhas refletem muitos raios de luz; assim, abaixo das nuvens, onde nós estamos, o ar se torna escuro e parece que a noite vem antes do tempo: mas em cima dele, há um clarão cintilante.

As nuvens estão sempre em movimento, em contínua transformação, devido às correntes que as atravessam, e seu aspecto é tão mutável e fantástico que chega a prender o olhar do observador. As nuvens podem reagrupar-se sob nomes diversos, segundo seu aspecto e a altura em que se encontram. As mais altas, que podem chegar até 10.000 metros, são chamadas cirros, depois, descendo para a terra, temos os cirros-estratos, os cirros-cúmulos, os cúmulos, arredondados e macios, circundados, geralmente, ao crepúsculo, por uma borda cândida ou rosada, sinal de bom tempo, e, mais abaixo, aos 1.000 metros, os estratos, os nimbos, que nada prometem de bom. Em geral, se as nuvens têm um aspecto arredondado e estão divididas em muitas massas, não preanunciam chuva, mas se estão dispostas em estratos ou pendem como véus do céu, a chuva não está distante.


Leia também:
Escurecimento Global
Ciclo da Água
Chuva

Fonte:
http://netopedia.tripod.com/relevo/nuvens.htm

Leia também! Assuntos relevantes