A Era Vargas (1930 - 1945)

A Era Vargas (1930 - 1945)

Por

A Era Vargas foi o período em que Getúlio Vargas governou o Brasil. Ao todo, Vargas esteve no poder por 15 anos ininterruptos, de 1930 a 1945.

A Era Vargas começou com a Revolução de 1930, que resultou no fim do poder da oligarquia cafeeira. Depois disso, o governo Vargas se dividiu em três fases: Governo Provisório (1930-1934), Governo Constitucional (1934-1937) e Estado Novo (1937-1945).

Getúlio Vargas liderou várias mudanças econômicas e sociais no Brasil. Durante seu governo, Vargas empregou políticas de modernização, criou o Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio e o Ministério da Educação e Saúde, e fortaleceu alguns setores da economia, como a agricultura. Os principais incentivos foram dados à produção de café e cacau.

Vargas também foi o responsável pela Lei da Sindicalização, em que os sindicatos deveriam ser vinculados indiretamente ao presidente. Durante o governo Vargas, o presidente encontrou resistência por parte dos paulistas.

A insatisfação popular levou a Revolução Constitucionalista, que resultou numa batalha armada entre São Paulo e o Governo Federal. A revolta também ocasionou a morte de quatro jovens paulistas: Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo.

Getúlio Vargas usou a propaganda e seu poder bélico para vencer os soldados de São Paulo. Com o fim da revolução foi aprovada a Constituição de 1934. Vargas instituiu, então, o voto secreto, o voto feminino, o ensino primário obrigatório e as leis trabalhistas.

Em 1937, Vargas realizou o Golpe que derrubou a Constituição, e declarou o Estado Novo. Nesse período, o presidente fechou o Congresso Nacional e centralizou o poder.

Getúlio Vargas só deixou a presidência do Brasil em 29 de outubro de 1945, depois de sofrer um golpe militar. Nesse ano aconteceram as eleições livres. Após deixar a presidência, Vargas se tornou senador.

Leia também! Assuntos relevantes