Ovários

Biologia
Por

O Sistema Reprodutor Feminino depende de duas glândulas essenciais para que a reprodução possa acontecer de maneira eficiente. Essas glândulas são os ovários, responsáveis por duas funções, especialmente:

  • Produzir e armazenar os óvulos, que são as células reprodutoras nas mulheres;
  • Sintetizar os hormônios sexuais necessários para a reprodução.

Um ovócito é produzido pelos ovários em todo ciclo de menstruação, oferecendo uma nova possibilidade de fecundação, que dá origem a um embrião.

Os ovários produzem basicamente dois hormônios: estrogênio e progesterona. Cada lado do útero possui um ovário, totalizando um par no corpo da mulher. Os ovários são glândulas pequenas, com cerca de 1 centímetro de espessura, 3 centímetros de comprimento e 1,5 centímetro de largura.


Como acontece a divisão dos ovários?

Medula: área com muitos vasos sanguíneos e composta por tecido conjuntivo frouxo.

Córtex: área formada pelos corpos albicantes, corpo lúteo e folículos ovarianos, sendo que estes últimos podem mudar conforme a fase do ciclo menstrual e a idade da mulher.


Como funcionam os ovários no ciclo menstrual?

Um óvulo é produzido por um dos ovários a cada 28 dias, aproximadamente. O embrião só é gerado se houver a fecundação, ou seja, precisa de um espermatozoide para isso.

A hipófise produz FHS e LH, dois hormônios que permitem que o óvulo cresça e seja liberado. As unidades funcionais dos ovários são os folículos ovarianos. Sua formação é composta por células foliculares e ovócitos.

O óvulo leva até 14 dias para amadurecer e, em seguida, ocorre a ovulação perto das franjas da tuba uterina, período no qual a mulher fica bastante fértil. Depois da ovulação, o corpo lúteo é o nome dado ao restante do folículo e sua finalidade é produzir progesterona, caso não tenha havido fecundação.

Em situações diferentes, com fecundação, o endométrio do útero é mantido através dos hormônios liberados pelo corpo lúteo, essencial para que a gravidez ocorra de forma saudável.


Problemas de saúde que podem acometer os ovários

Os ovários policísticos ocorrem quando, em decorrência da atividade hormonal, os ovários apresentam cistos formados em seu tecido. Neste caso, os ovários ficam maiores do que o normal. É uma síndrome bem comum em mulheres na idade reprodutiva.

É mais comum em mulheres com as seguintes condições:

  • Com histórico de ovário policístico na família;
  • Em mulheres obesas;
  • Em mulheres com resistência à insulina.

Mulheres com ovários policísticos podem ter mais acne na pele, facilidade para engordar, produção elevada de testosterona e irregularidade no ciclo menstrual.


Cólicas menstruais e dores nos ovários

Quando um óvulo não fecundado é liberado, é normal sentir dores incômodas nos ovários, quando começa o período de fertilidade da mulher. A dor não costuma durar mais do que um dia e é caracterizada pelas fisgadas frequentes durante 24 horas.

Os músculos contraídos na região do útero também podem incomodar as mulheres, assim como os ovários podem ficar mais sensíveis e doloridos quando a menstruação está fora do ciclo normal, ou seja, em ciclo irregular.

Outros problemas de saúde que podem ocorrer nos ovários é a inflamação das glândulas, normalmente em contato infeccioso após transmissão por via sexual; e a endometriose, uma inflamação crônica que acontece dentro dos ovários, com a presença de sangue e cistos.


Veja também:

Vagina

Útero

Doenças que afetam a menstruação

Compartilhe