O estrogênio é um importante hormônio. Ele está ligado à sexualidade e à reprodução humana. Trata-se, portanto, de um hormônio sexual, presente no organismo feminino.

O estrogênio é produzido nos ovários e tem sua liberação durante a primeira fase do ciclo menstrual. Ele é o hormônio responsável pelas principais características da mulher, como o formato e o tamanho dos seios, a textura da pele, entre outras coisas. Além disso, é o hormônio que atua durante a reprodução, controlando a ovulação e preparando o útero para uma possível gravidez.

O papel do estrogênio no corpo feminino ganha destaque já na adolescência, quando as meninas começam a apresentar as primeiras mudanças no corpo. O hormônio só deixa de ser produzido pelo organismo feminino após a menopausa, período em que a mulher deixa de menstruar e não pode mais ter filhos. Neste período, é comum que muitas mulheres busquem tratamentos de reposição hormonal.

Entre as principais funções do estrogênio, é possível citar: promover o desenvolvimento das mamas, preparar o útero para uma gestação, evitar doenças cardiovasculares, proteger as células do sistema nervoso, entre outras atividades relevantes.

estrogênio, mulher grávida

Vale dizer que o estrogênio também é o hormônio que age durante a TPM feminina, a chamada tensão pré-menstrual. O excesso de estrogênio no período que antecede a menstruação causa sintomas como ansiedade, nervosismo, variação de humor, melancolia, entre outros sentimentos.

Quando a mulher apresenta baixa taxa de estrogênio no corpo, ela pode experimentar sintomas como ondas de calor, depressão, irritabilidade, ressecamento da região vaginal, perda de libido, insônia, problemas de memória, fadiga e até dores de cabeça. Por isso, é importante que o estrogênio esteja dentro dos níveis adequados.

Chamado de hormônio sexual feminino, o estrogênio é extremamente importante para a saúde e o bem-estar da mulher. Além de regular todo o ciclo menstrual, o hormônio também preserva a massa óssea e melhora o humor.

Altos níveis de estrogênio, no entanto, podem ser prejudiciais, levando ao desenvolvimento de quadros de retenção de líquidos, problemas no ciclo menstrual, ganho de peso acentuado, inchaço, acúmulo de gordura na região do abdômen, entre outros sintomas negativos.

Os níveis de estrogênio podem ser conhecidos por meio de um exame de sangue. Normalmente, este tipo de exame é solicitado pelo médico endocrinologista ou pelo ginecologista. É fundamental que os níveis de estrogênio estejam equilibrados para que a função ovariana ocorra de forma saudável e regular. Em caso de dúvidas sobre o tema, é sempre recomendável buscar ajuda e orientação médica!


Temas Similares:

Leia também! Assuntos relevantes