Exames Pré-natal

Uma série de exames pré-natal faz parte da rotina da mulher grávida. É uma verdadeira maratona de exames para que a gestante receba assistência médica de qualidade, com foco na saúde da mamãe e do bebê.

O pré-natal já inicia desde a constatação da gravidez, com uma consulta médica por mês até o 7° mês de gestação. Nessas consultas é comum o médico verificar o peso da mamãe, medir pressão arterial, verificar a circunferência do abdômen, aferir a altura do útero e pedir exames pré-natal de imagem, laboratoriais, entre outros.

Quando começa a consulta médica, entre os exames pré-natal estão as análises de amostras de sangue, com destaque para os seguintes:

  • Hepatite A, B e C, HIV e Sífilis;
  • Tireoide e outros hormônios;
  • Glicose;
  • Toxoplasmose;
  • Citomegalovirose;
  • Urina;
  • Fezes.


Qual a importância dos exames pré-natal?


Grávida fazendo Exames Pré-natal

Todos estes exames pré-natal, entre outros que podem ser pedidos conforme critério médico, são necessários para prevenir complicações na gravidez, parto prematuro, desenvolvimento de doenças hipertensivas, diabetes e qualquer problema que possa acarretar em óbito fetal. Normalmente, os exames pré-natal de sangue são solicitados já no início da gestação.

Os exames de urina servem para acompanhar a gestação da mamãe diabética, assim como para perceber antecipadamente a possibilidade de pré-eclâmpsia. Anemia e parasitas também são checados com análises laboratoriais.

Da 5ª semana até a 8ª semana de gestação outros exames pré-natal são incluídos na rotina da gestante, como a ultrassonografia intravaginal, para acompanhar o desenvolvimento da gravidez e prever quando será o parto, em datas aproximadas.

Da 11ª semana até a 14ª semana de gestação, entre os exames pré-natal está a ultrassonografia da transluscência nucal, um exame que tem o objetivo de identificar, precocemente, se o bebê tem Síndrome de Down ou outro tipo de anomalia. Também é possível identificar alteração de cromossomos, se for identificada a falta de osso nasal. Este é um dos exames pré-natal que tem diversas finalidades e pode abrir espaço para uma investigação médica mais detalhada, caso seja necessário.

Da 20ª semana até a 22ª semana de gestação, a ultrassonografia morfológica pode ser um dos exames pré-natal solicitados pelo médico, para obter com imagens de ótima resolução, em até 4 Dimensões, traços da face do bebê, composição dos órgãos, entre outras formações.

Da 24ª semana até a 28ª semana de gestação, é feita a triagem de diabetes gestacional, para saber se a mamãe está com diabetes gestacional, através da análise da glicose pós-carga.

Da 34ª semana até a 37ª semana de gestação, é realizada a triagem de estreptococo beta-hemolítico, um dos exames pré-natal para prevenir infecção por bactéria estreptococo do grupo B, que pode causar complicações sérias, até mesmo o óbito do recém-nascido.

A posição do feto é verificada em um dos exames pré-natal com tecnologia Doppler, que também determina o peso do feto. Muitos exames pré-natal considerados especiais podem ser solicitados pelo médico, como Perfil biofísico fetal, Fibronectina fetal, Ultrassonografia transvaginal, Amniocentese, Biópsia do vilo corial e Teste de Coombs, porém estes exames só são solicitados caso o médico considere necessário, conforme o histórico de cada gestante.

Leia também! Assuntos relevantes