Oogênese (Ovulogênese)

A oogênese, também conhecida como ovulogênese ou ovogênese, é um processo de formação dos ovócitos por meio das ovogônias.

A oogênese acontece antes de o ser humano nascer e recomeça em outro período da vida, na puberdade. É comum seguir até o período da menopausa, quando a mulher para de menstruar.

Veja também: Ciclo Menstrual, Menopausa e suas Influências

A oogênese é marcada por duas fases bem distintas, na maturação pré-natal dos ovócitos e na maturação pós-natal dos ovócitos.

Na primeira etapa, na fase do feto, a proliferação das ovogônias ocorre através da mitose, formando ovócitos primários antes de o embrião ou feto se desenvolver.

Quando o ovócito primário já está formado, há um envolvimento feito pelas células do tecido conjuntivo. Para isso ocorrer, existe uma composição de células epiteliais que formam uma camada.

O ovócito pode ser chamado de folículo primordial. O ovócito vai se desenvolvendo na fase da puberdade, e as células com forma de cubo são formadas a partir das foliculares epiteliais. Também é comum o surgimento das células em forma de coluna, decorrendo na formação de folículo primário.

O ovócito primário é envolvido pela amorfa e acelular camada glicoproteica. Essa área é conhecida como zona pelúcida. Já o folículo secundário é formado pelo folículo primário, com camada a mais de células.

A meiose para dividir os ovócitos primários acontece antes de nascer, porém o ciclo não é completo antes da puberdade. O processo é interrompido por uma divisão meiótica do ovócito, através de uma substância específica, chamada de OMI – Inibidor de Maturação do Ovócito.

Veja também: Meiose - Dupla Divisão Celular

A maturação pós-natal dos ovócitos começa na puberdade, com o amadurecimento do folículo, todos os meses, depois da ovulação.

A primeira divisão meiótica pode seguir até os 45 anos. Por isso, é comum acontecer uma série de falhas meióticas. Um dos principais problemas é a não disjunção dos cromossomos.

É mais comum acontecer com a idade mais elevada da mãe. Depois de nascer, não acontece a formação de ovócito primário. Na verdade, eles seguem repousando até a fase da adolescência, na área dos folículos ovarianos.

Com a ocorrência da maturação do folículo, o ovócito cresce bastante e se divide antes que a ovulação aconteça. Porém, uma das principais características dessa divisão é a desigualdade citoplasmática, já que o citoplasma fica praticamente com o ovócito secundário, o que gera a degeneração do primeiro corpo. Após a degeneração, o ovócito está completamente maduro.


Veja também:

Leia também! Assuntos relevantes