Célula

O que é uma célula?

Uma célula é a menor unidade estrutural e funcional de uma matéria viva (seres vivos). Ela foi descoberta por Robert Hooke em 1665, através da observação de cortiças em um microscópio.

As células possuem a sua membrana celular que a envolve e é preenchida com uma solução aquosa, chamada de citoplasma, que é cheia de substâncias químicas e organelas dispersas.

Nome célula: o termo célula vem do latim cella, que significa pequeno compartimento. [ Veja: Origem do termo célula ]


Índice:


Citologia

A Citologia, também conhecida como Biologia Celular, é a parte da Biologia que estuda as células. Ela estuda desde a estrutura e ao metabolismo das delas, sendo que o termo citologia, vem da junção das palavras gregas kytos, que significa célula, e logos que significa estudo.


Teoria Celular

A Teoria Celular foi criada pelo botânico alemão Mathias Jakob Schleiden e pelo zoólogo alemão Theodor Schwann no século XIX. Segundo ela, a célula é uma unidade fundamental da vida, e que tudo o que é vivo é feito e estruturado pelas células.

Essa teoria tem a seguintes bases:

  • Todos os seres vivos são compostos por células;
  • As atividades fundamentais que definem a vida acontecem dentro das células;
  • As novas células surgem através da divisão das células preexistentes;
  • A célula é a menor unidade da vida.


História da Teoria Celular

  • 1665 - Robert Hooke analisa fatias de cortiça e descobre as cavidades microscópicas, que denominou de células.
  • 1673 - Antonie von Leeuwenhoeck observa as primeiras células animais: os glóbulos vermelhos do sangue.
  • 1674 - Descoberta do protozoário.
  • 1677 - Descoberta do espermatozoide humano.
  • 1683 - Descoberta da bactéria.
  • 1833 - Roberto Brown descobre o núcleo da célula.
  • 1838 - Mathias Schleiden estabelece que todos os vegetais são compostos por células.
  • 1839 - Theodor Schwann estabelece que todos os animais são compostos por células.
  • 1882 - Walther Flemming observa pela primeira vez o aparecimento de filamentos dentro do núcleo da célula em sua divisão.


Classificação dos seres vivos pelas células

Os seres vivos podem ser classificados de acordo com o número de célula que possui.

Seres vivos unicelulares

Os seres vivos unicelulares são compostos por apenas uma célula. Eles são as cianofitas, as bactérias, as algas unicelulares, as leveduras e os protozoários.

Seres vivos pluricelulares

Os seres vivos pluricelulares são compostos por mais de uma célula. Eles são as esponjas, os fungos, os vegetais e os animais. Neles, as células se unem e atuam de forma coordenada para formar os tecidos, e executar uma certa função.


Tipos de células

Existem 2 tipos de células: células eucariontes e células procariontes.

Eucariontes

A célula eucarionte possui a sua membrana nuclear, chamada de carioteca. Sendo assim, o núcleo dela possui uma membrana que o separa do citoplasma. Os seres eucariontes são os protozoários, os fungos, as algas, os vegetais e os animais.

Essas células são formadas por 2 partes diferentes principais: o citoplasma e o núcleo. O DNA delas apresentam cromossomos múltiplos, sendo linear e possuindo histona, com divisão celular por meio da meiose e mitose.

Nome eucarionte: o termo eucarionte é formado por meio da junção das palavras gregas “eu”, que significa verdadeiro, e “káryon”, que significa núcleo.


Procariontes

A célula procarionte é simples e não possui uma carioteca (membrana celular). Sendo assim, o material genético (núcleo) fica disperso no citoplasma. Os seres procariontes são as bactérias e cianobactérias.

Elas só têm DNA cromossômico no nucleoide, sem proteínas histonas e com divisão celular por gemiparidade ou fissão binária.

Nome procarionte: o termo procarionte é formado por meio da junção das palavras gregas “pro”, que significa primeiro, e “káryon”, que significa núcleo.


Membrana Celular

A membrana celular ou membrana plasmática é um envoltório fino, poroso e microscópico que envolve as células procariontes e eucariontes. Ela realiza o transporte e a seleção de tudo aquilo que entra e sai da célula.

Esse componente celular realiza...

  • Um controle das substâncias que entram e saem da célula.
  • A proteção das estruturas das células.
  • A delimitação do conteúdo que há dentro e fora da célula.
  • O transporte das substâncias que são fundamentais para o metabolismo celular.
  • A análise de substâncias.

estrutura da celula

Estrutura da Membrana Celular

A membrana plasmática possui o "modelo do mosaico fluido”, que possui estruturas flexíveis e fluidas, de grande poder de regeneração. Ela também é quimicamente composta de lipídios e proteínas.

Os seus fosfolipídios ficam em uma camada dupla, chamada de bicamada lipídica, que ficam ligadas nas gorduras e proteínas. Eles possuem uma parte polar que é hidrofílica voltada para o exterior, e uma outra camada apolar que é voltada para o interior da membrana.


Célula vegetal


Celula vegetal

As células vegetais são aquelas que formam os tecidos das espécies do reino vegetal. Elas são parecidas com as células animais, com a diferença de que possuem parede celular, cloroplastos e vacúolos.

Os elementos estruturais das células vegetais são:

Plastos

Os plastos são organelas membranosas que guardam o DNA e que conseguem se autoduplicar. Eles são os grandes responsáveis pela fotossíntese, contendo o pigmento clorofila que absorve a luz solar.

Existem dois tipos de plastos:

  • Leucoplastos - são os plastos sem cor e que realizam a reserva de amido;
  • Cromoplastos - são os plastos coloridos e que possuem pigmentos.

Parede Celular

A parede celular é a parte é exterior da membrana celular, sendo um envoltório mais ou menos espesso. Ela é composta pela celulose e responsável pela sustentação da planta. Nela, existem poros pelos quais passam pontes de citoplasma finíssimas, chamadas de plasmodesmos.

Os plasmodesmos ajudam a realizar a comunicação entre o citoplasma e as células próximas.

Vacúolos

Os vacúolos são espaços que ficam envolvidos por uma membrana e que armazenam em seu interior substâncias como, por exemplo, a seiva. Eles fazem a regulação do pH e controlam a turgidez da célula (entrada e saída de água).

Mitocôndrias

As mitocôndrias são responsáveis pela respiração da célula e em produzir a maior parte de toda a energia que é necessária para as suas funções vitais. Elas são compostas por uma membrana dupla que possui muitas dobras.

Retículo Endoplasmático

Há dois tipos de retículo endoplasmático: o liso e rugoso. O retículo endoplasmático rugoso possui a função de fazer a síntese de proteínas e transportá-las proteínas até as outras partes da célula. Ele é formado por membranas que se dobram parecidas com sacos achatados. Já o retículo endoplasmático liso é o responsável pela formação dos lipídios.

Complexo de Golgi

O complexo de Golgi cria os lisossomos primários, e faz a modificação, armazenamento e exportação das proteínas que são sintetizadas no retículo. Ele é composto por discos achatados e empilhados, que juntos formam bolsas membranosas.

Lisossomos

O lisossomos é responsável por digerir as moléculas orgânicas como os lipídios, as proteínas e os ácidos nucleicos. Ele é envolvido só por uma membrana, tendo em seu interior enzimas digestivas.

Peroxissomos

Os peroxissomos são responsáveis por oxidar a matéria-prima da respiração celular, produzindo o peróxido de hidrogênio. Eles são organelas bem pequenas que têm em seu interior enzimas oxidases.


Célula animal


Celula animal

As células animais são eucarióticas, e formam os tecidos e os órgãos. Elas possuem uma estrutura organizada, com 3 partes básicas: a membrana plasmática, o citoplasma e o núcleo.

Esse tipo de célula é envolvida por uma membrana plasmática que é responsável por delimitar o conteúdo e controlar a entrada e saída de substâncias.
Já no citoplasma, podemos encontrar os ribossomos, lisossomos, centríolos, mitocôndrias, entre outros. No núcleo celular, é onde ficam cromossomos e as informações sobre nosso material genético.

Os elementos estruturais das células animais são:

Núcleo Celular

O núcleo celular é a parte da célula animal em que fica as informações do DNA. Ele apresenta uma estrutura no formato de uma esfera.

Nucléolo

O nucléolo é uma das estruturas que ficam no interior do núcleo das células. Ele é o responsável por coordenar os processos ligados a reprodução celular por meio da síntese de proteínas.

Membrana Plasmática

A membrana plasmática faz a delimitação da célula e cuida da saída e da entrada de substâncias. Ela ajuda a proteger e cuidar das estruturas celulares internas.

Citoplasma

O citoplasma é a área da célula mais volumosa e que guarda o núcleo e as organelas celulares.

Ribossomos

Os ribossomos é a parte da célula que possui a função de produzir e realizar a síntese de proteínas.

Retículo Endoplasmático Liso e Rugoso

Os retículos endoplasmáticos tem a função de realizar o transporte de proteínas e de fazer a síntese de moléculas orgânicas.

Complexo de Golgi

O complexo de Golgi cria os lisossomos primários, e faz a modificação, armazenamento e exportação das proteínas que são sintetizadas no retículo.

Lisossomos

O lisossomo é responsável por digerir as moléculas orgânicas como os lipídios, as proteínas e os ácidos nucleicos. Ele é envolvido só por uma membrana, tendo em seu interior enzimas digestivas.

Mitocôndrias

As mitocôndrias são responsáveis pela respiração da célula e em produzir a maior parte de toda a energia que é necessária para as suas funções vitais.

Centríolos

Os centríolos são a parte da célula que é responsável por ajudar na mitose e meiose (divisão celular).

mitose celular

Peroxissomos

Os peroxissomos são responsáveis por oxidar a matéria-prima da respiração celular, produzindo o peróxido de hidrogênio. Eles são organelas bem pequenas que têm em seu interior enzimas oxidases.

Vacúolos

Os vacúolos são responsáveis por fazer o armazenamento de energia e de substâncias.

Célula



Por

Compartilhe