Núcleo Celular

O DNA de um organismo está presente no núcleo celular, o ambiente celular mais importante por conter material genético em seres multicelulares ou unicelulares. Os organismos procariontes não possuem núcleo, mas os eucariontes possuem núcleo celular, sendo essa a principal diferença entre eles.

As decisões celulares são tomadas no núcleo da célula e, por isso, este compartimento, que funciona como uma central de comandos, é tão importante. O DNA, que é formado pelos cromossomos que possuem moléculas de ácido desoxirribonucleico, leva em si todos os detalhes e características que fazem parte da hereditariedade de um organismo.

Essa é justamente a função do núcleo celular: manter as informações genéticas protegidas e organizadas, devidamente codificadas pelos genes que formam o DNA, por causa dos ribossomos, responsáveis pelas sínteses de proteínas. Cada gene recebe uma codificação e sintetização conforme a proteína com a qual está ligado e de acordo com a finalidade que irá receber.

O início da síntese proteica acontece no núcleo celular e é finalizado no citoplasma. É no núcleo celular que ocorre também uma série de divisões para que um organismo possa evoluir e, assim, aumentar de tamanho.

Representacao do Nucleo Celular


Como é formado o núcleo celular?

O material genético fica localizado no nucleoplasma, uma substância importantíssima para a célula. Os nucléolos também são essenciais para que as células consigam realizar suas tarefas.

O núcleo é envolvido pela membrana celular, chamada também de carioteca, responsável pela proteção e pelo envolvimento do material genético.

A carioteca é formada por camada dupla de proteínas e de lipídios, da mesma maneira como são compostas as outras membranas celulares. O retículo endoplasmático normalmente tem ribossomos aderidos e representa a área mais externa da membrana.

A lâmina nuclear é formada pela parte interna da membrana, contendo uma rede proteica que serve para sustentar a carioteca e que tem o papel de auxiliador na divisão celular, principalmente para que o núcleo se fragmente e se reconstitua.

Para que substâncias consigam entrar e sair do núcleo celular, a carioteca apresenta poros que permitem este tipo de fluxo.

A cromatina tem associação com as proteínas histonas das moléculas de DNA, sendo que a heterocromatina é uma estrutura mais fortificada e enrolada, enquanto a eucromatina possui consistência menos firme.

O cariótipo, presente no núcleo celular, é formado pelos conjuntos de cromossomos que representam a espécie do organismo. Em nós, ao todo são: um par de cromossomos sexuais e 22 pares de cromossomos autossômicos.

Os nucléolos têm associação de DNA e RNA, sendo formados por compostos de proteínas, e uma das suas principais características é ter o corpo mais espesso. As moléculas de RNA ribossômico são produzidas nessa área do núcleo celular.

A divisão celular acontece de forma diferente em unicelulares e multicelulares, sendo que, no segundo caso, o processo é conhecido como ciclo celular. Todas as vezes que as células se dividem, as duas células idênticas que surgem a partir da primeira são obtidas por meio da mitose. A condensação dos cromossomos é tão grande, que o processo pode ser visto em um microscópio. Várias fases representam a divisão celular, tais como:

  • Prófase;
  • Metáfase;
  • Anáfase;
  • Telófase.

São necessárias todas essas etapas para as duas novas células surgirem. Na meiose, as células geradas apresentam metade do número de cromossomos, diferentemente do que acontece na mitose, quando as células-filhas são idênticas.

Aula sobre Núcleo Celular - Professor de Biologia Paulo Jubilut



Núcleo Celular

Por

Compartilhe