Química Orgânica

Os estudos de química orgânica fazem parte do conteúdo da química, uma área que se dedica aos conhecimentos sobre os elementos químicos, compostos, substâncias e suas propriedades. No caso específico da química orgânica, o conteúdo é direcionado aos compostos que se originam do carbono.

O conceito de química orgânica foi usado pela primeira vez no ano de 1777, pelo químico sueco Torbern Olof Bergman. Nessa primeira citação, os compostos orgânicos eram referenciados como um grupo que incluía substâncias provenientes de organismos vivos. O contrário da química orgânica seria, então, os compostos inorgânicos, que teriam origem em substâncias minerais.

Já no início do século XIX, passou-se a disseminar a informação de que a química orgânica era aquela que estudava os compostos produzidos exclusivamente pelos organismos vivos, ou seja, vegetais e animais. Essa teoria foi formulada pelo químico Jöns Jacob Berzelius e passou a ser chamada de teoria da força vital.

Depois do ano de 1828, Friedrich Wöhler descobriu a ureia, uma substância encontrada na urina e no sangue. Com isso, a teoria da força vital perdeu força, já que esse composto orgânico foi obtido a partir de uma reação que usava compostos inorgânicos.

Uma nova definição foi criada para classificar a química orgânica a partir desse feito. A área passou a seguir o conceito proposto pelo químico alemão Friedrich August Kekulé, que diz que: “a química orgânica é o ramo da química que estuda os compostos de carbono”.

Tubos de ensaio, experimento organico

Na prática, todo composto orgânico é formado por carbono, mas nem todo composto que possui carbono é orgânico. Como exemplo, é possível citar o dióxido de carbono (CO2) e o grafite, que possuem carbono, mas não são orgânicos.


Estudos da química orgânica

Atualmente, a Química Orgânica é entendida como a área da química que estuda a estrutura, a composição, as propriedades, as reações e o processo de síntese de compostos orgânicos, como, por exemplo, o carbono. Estes compostos também podem apresentar outras propriedades e substâncias, como hidrogênio, fósforo, oxigênio, nitrogênio, enxofre, etc.

Os compostos orgânicos são formados por quatro elementos fundamentais: carbono (C), hidrogênio (H), oxigênio (O) e nitrogênio (N). São compostos que possuem ligações covalentes, pouco estáveis em contato com agentes externos e que podem ter combustão completa, incompleta ou carbonização. Além disso, os compostos da química orgânica são moleculares e solúveis.

Dentro da química orgânica, são estudados todos os tipos de compostos orgânicos, bem como suas propriedades particulares e suas reações.

Como curiosidade, o primeiro composto orgânico descoberto pelo ser humano foi o fogo. Hoje, estima-se que existam mais de 20 milhões de compostos orgânicos conhecidos pelo homem, entre componentes sintéticos e naturais.

A química orgânica pode ser dividida em: área de estudo do carbono, área de estudo das funções orgânicas, estudo das propriedades dos compostos orgânicos, isomeria, reações orgânicas de substituição, adição e eliminação, entre outras áreas.

Química Orgânica



Por

Compartilhe