Nos últimos anos, muito foi discutido sobre a proibição e legalização do consumo de diversos entorpecentes. Esse assunto tem causado grandes debates e envolve toda uma população e também governos.

Infelizmente, é algo muito comum saber ou encontrar pessoas que consomem drogas de forma frequente e que aos poucos vão acabando não somente com a própria qualidade de vida, como também de toda a família.

Mas, você sabe o que são drogas e seus efeitos? Pois bem, se não sabe ou quer saber mais, acompanhe esse conteúdo.


A história e origem das drogas

O consumo de inúmeras drogas é considerado um fato histórico em várias civilizações, já que há relatos sobre o seu uso ao longo do tempo com finalidades diversas.

Dependendo da cultura e povo, o consumo das drogas apresenta suas peculiaridades, podendo ser utilizadas para remédios, aprimoramento físico, busca de paz, excitação ou humor.

O problema é que muitos povos não tinham noção dos efeitos e também consequências do consumo dessas drogas para o organismo.

A história do consumo das drogas é muito remota, confundindo-se também com a história da existência do homem.

Há notícias que a Cannabis Sativa, mais conhecida como maconha já era cultivada há mil anos antes de Cristo.

Portanto, desde os primórdios da existência humana, as drogas existem, seja como manifestação por meio de reação química ou plantas.

Com o decorrer do tempo, as drogas evoluíram e nos dias atuais estão presentes nas vidas de muitas pessoas.





A origem no Brasil


O surgimento das drogas no Brasil está associado aos índios e de acordo com estudos históricos, eles foram os responsáveis por descobrir algumas plantas com substâncias tóxicas e que eram utilizadas nas manifestações religiosas, confraternizações e rituais diversos.


Os escravos angolanos que vieram nas caravanas de Portugal com o intuito de colonizar o Brasil foram os responsáveis por trazer a maconha para o território brasileiro.

Ilustração, pessoa se drogando


Drogas – Definição

São consideradas drogas quaisquer substâncias sintéticas ou naturais que tenham como finalidade modificar as funções comuns do organismo daquela pessoa que as consomem.

As drogas também são conhecidas como entorpecentes ou narcóticos e a sua grande maioria tem origem de uma planta, como o ópio ou maconha.

As substâncias como os antiácidos ou analgésicos também são drogas, porém são consumidas por meio de prescrição médicas e a sua utilização é legalizada.


As drogas mais perigosas

É muito comum haver inúmeras campanhas com o objetivo de prevenir as pessoas contra o uso das drogas.

Com isso, há campanhas que realmente demonstram as consequências que muitas vezes são fatais e que mexem com o íntimo das pessoas, porém mesmo assim, há aquelas que acabam experimentando e aderindo ao uso.


Abaixo, listamos as drogas mais perigosas

É importante salientar que a relação exposta não está classificando a pior ou menos pior, todas são perigosas para a saúde.

  • Maconha – O seu consumo de tem como consequência problemas de cognição e de memória

    É a droga mais usada no mundo e constantemente há movimentos no Brasil para que seja legalizada.

  • Cigarro – Reduz a expectativa de vida e também é um dos causadores do câncer.

    O cigarro possui terrível coquetel de substâncias cancerígenas e tóxicas. Além disso, aqueles que tentam parar com o vício entram em abstinência e sentem fortes tremores.

  • Álcool – Causa problemas no fígado, coração e nos rins

    O consumo do álcool tem crescido muito, principalmente entre os jovens.

    O problema é que quanto mais cedo o álcool é consumido, maiores são as chances de se tornar dependente.

  • Crack/Cocaína – Tem como consequência a dependência, doenças sexualmente transmissíveis e comportamentos violentos

    Essa droga pode ser consumida de formas variadas, como em líquido, pílula ou em pó.

    Muitos países da América do Sul exportam e fabricam a cocaína.

    Aqueles que fazem uso dessa droga, apresentam paranoia súbita e grande estressem, entre outros comportamentos.

  • Heroína – Causa depressão suicida, insuficiência respiratória e dependência automática.

    Possui um grande poder sedativo e pode levar até a óbito.


As pessoas que optam por consumir essas drogas conseguem reduzir a expectativa de vida rapidamente. Além disso, toda uma família sofre, já que constata muitas diferenças comportamentais em um ente consumidor de drogas.


Como os jovens entram nessa

Vários são os motivos para fazem com que os jovens entrem para o mundo das drogas, seja por questão financeira, educacional, entre outros.

O pesquisador americano David Wilkerson que já ajudou vários jovens viciados relacionou algumas dessas causas, sendo as seguintes:

1. Problemas na família, como brigas, miséria, separações, alcoolismo e outros;

2. Por curiosidade, querendo saber se essas drogas realmente é o que estão falando;

3. Para ser aceito em determinados grupos jovens;

4. Influência de determinado grupo, fazendo parecer que o perigo das drogas é ínfimo;

5. Para escapar de alguns problemas, como solidão, dificuldade em fazer amizades, preocupação com estudos;

6. Aceita o desafio de experimentar para não ser tachado de covarde;

7. Autoafirmação. Sensação de rebeldia;

É claro que há diversas outras causas que levam os jovens a entrar para o mundo das drogas e na sua grande maioria, percebe-se que se trata de uma fuga da situação desagradável que estão vivendo.


A legalização da Maconha no Brasil e no Mundo

Em alguns países o uso da maconha é liberado, como Uruguai, Espanha e Portugal.

Sendo que em cada um desses países, há uma política para poder lidar com os usuários da maconha.

Com a liberação da cannabis, a rotina de todo um país muda, assim como também a de seus usuários, já que são estabelecidas regras para o seu consumo e locais de compra e venda.

No Brasil, constantemente há debates sobre a legalização da maconha, mas até o presente momento, trata-se de uma droga ilícita.

Uma das principais argumentações para não a liberação da maconha, no Brasil, é o impacto que poderá causar na saúde de todos aqueles que optarem por usá-la, assim como também a segurança das pessoas ao redor.

Venda do cigarro e álcool no Brasil e no mundo

O consumo de cigarro e álcool é algo que preocupa muitas famílias, já que não muitos começam ainda quando jovens.

A lei brasileira diz que somente pessoas maiores de 18 anos podem comprar cigarros e álcool, porém não é o que visualizamos no nosso cotidiano.

Muitas vezes, crianças vão a quitandinha próximo a sua residência, por exemplo, para comprar bebidas ou cigarros, seja para consumo próprio ou para entregar a algum ente familiar.

Além disso, há países que não estabeleceram quaisquer regramentos sobre a venda e consumo de cigarro e álcool.


Veja também:

Síndrome da Abstinência Alcoólica

Boa noite Cinderela

Nova lei de internação de usuário de crack

Os fluxos do dinheiro ilícito

Quem foram os Hippies?