A classe de palavras que existe para representar um termo que ocupa o lugar de um nome (substantivo) é chamada de pronome. O pronome ainda pode ser usado para qualificar o nome de alguma maneira, assim como para se referir ao nome. Com os exemplos fica mais fácil de entender a explicação:

O rapaz era realmente inteligente. Ele sabia resolver todos os problemas de matemática!

Perceba que, na segunda oração, a palavra rapaz é substituída pelo pronome Ele – neste caso o pronome é usado para a substituição do nome.

Veja outro caso:

O amigo que me ajudou no trabalho era muito dedicado – veja que o pronome relativo que serve para fazer referência.

Veja um exemplo do uso do pronome com o objetivo de qualificar:

Esse emprego estava nos meus planos! – Aqui, o pronome é usado para a qualificação do nome.

Para significar, o pronome, na maioria dos casos, precisa ser contextualizado. A maioria dos pronomes não conta com significados próprios quando estão isolados ou descontextualizados.

Exemplo:

Que – Fora de uma oração, que não significa praticamente nada.

Este – Este o que? Veja que falta um complemento para dar sentido ao pronome. No ato de se comunicar, o pronome consegue fazer a recuperação da referência, para que a mensagem e, especificamente essa classe de palavras, tenha significado.

Grande parte dos pronomes é usada para relacionar alguém no discurso, indicando as pessoas que estão envolvidas na comunicação, apontando ainda espaço e tempo. Existem exceções:

  • Pronomes indefinidos;
  • Pronomes interrogativos.

Para cada pessoa do discurso, os pronomes possuem uma forma singular. Veja alguns casos:

Meu carro estava quebrado quando eu fui chamado para passear - Meu é um pronome que se refere à pessoa principal, aquela que está falando no discurso.

Teu carro estava danificado quando tu foste convidado para passear? – Neste caso, o pronome teu faz referência no discurso sobre aquele a quem se fala, e não mais na primeira pessoa, e sim na segunda pessoa.

No caso da terceira pessoa, se trata daquele de quem se fala. Veja um caso:

O carro dele estava quebrado quando ele foi convidado para passear! – Dele é o pronome que cita de quem se está falando.


Pronomes na morfologia

Como classe de palavras, é preciso saber algumas variações dos pronomes:

  • Podem ser masculinos e femininos
  • Singular ou plural
  • Precisam concordar em gênero e número na oração, no ato de referência no discurso

Ou seja, o fenômeno de concordância é muito importante quando os pronomes são utilizados. Até mesmo se ele não estiver no enunciado. Veja alguns casos:

Estamos falando de João.

Ele não quer comprar uma rifa da nossa gincana neste mês.

Nossa é o pronome que está qualificando a gincana. Veja que não se trata de qualquer gincana, pelo contrário, é nossa gincana.

Mês está sendo determinado pelo pronome neste, cumprindo com a concordância corretamente.

Ele é o pronome usado para se referir ao João.


Quais são os tipos de pronomes que existem?

Ao todo, são 6 tipos de pronomes. São eles: