Mineralogia

Geografia
Por

Você sabe o que é mineralogia? Bom, o nome já deixa tudo meio óbvio, não é mesmo?

A mineralogia é o estudo dos minerais e é um ramo da geologia que trata de estudar os tipos de minerais, como são formados e onde são formados. Além disso, a mineralogia se dedica também ao estudo da química e da estrutura molecular dos minerais assim como as suas propriedades físicas.

Com o passar do tempo, a mineralogia deixou de ser inteiramente focada na classificação ou nomenclatura dos minerais e passou a abranger outras áreas de estudo, como: óptica, simulação matemática, nano-mecânica e o sistema cristalino dos minerais.


Mas, afinal, o que são esses minerais?

Os minerais e suas classificações

Os minerais são recursos super importantes para as indústrias e a tecnologia, funcionando como matéria-prima de muitas criações. Além disso, os minerais são substâncias químicas que podem estar presentes na formação de rochas, sedimentos e do próprio solo.

Os minerais são classificados de acordo com a sua composição e da estrutura dos materiais que os compõe. Conforme seus materiais, eles podem ser divididos entre minerais metálicos e não metálicos:

  • Minerais metálicos - Os minerais metálicos possuem elementos químicos metálicos em sua formação e são de grande auxílio na condução de eletricidade. Como exemplo desse tipo de minerais, temos: alumínio, cobre, ferro, etc.
  • Minerais não metálicos - Em sua composição, esses minerais não possuem metal. Como exemplo, temos: diamante, calcário, areia, etc.


Existem também os minerais que são compostos por elementos de origem orgânica, como o gás natural, o petróleo e o carvão.


O que um mineralogista faz?

O mineralogista pode desempenhar dois diferentes papéis dentro da mineralogia: a mineralogia macroscópica e a mineralogia microscópica.

  • Mineralogia macroscópica - O estudo tem base nas propriedades físicas e químicas dos minerais em um caráter macroscópico.
  • Mineralogia microscópica - Neste caso, ao contrário do primeiro, o foco deste estudo está na utilização de ferramentas e técnicas que possibilitam a identificação e classificação de características que não podem ser vistas ao olho nu.

Pedras, Minerais

Dentre as classificações citadas anteriormente, os mineralogistas ainda ficam responsáveis por identificar diversas outras características dos minerais, como:

  • Cor - A cor dos minerais pode variar bastante de acordo com as impurezas que alteram a sua composição do mesmo, ou até mesmo em sua superfície;
  • Brilho - Essa característica é percebida quando os minerais são observados à luz, podendo ser classificado entre: metálico, não-metálico ou vulgar (quando diferente dos metálicos, como os minerais transparentes e translúcidos);
  • Traço - O traço do mineral pode ser observado quanto a cor dele quando reduzido ao pó ou quando arranhado. Essa característica auxilia na identificação do mineral, diferenciando a cor e o brilho;
  • Clivagem - A clivagem é a característica responsável por mostrar como o mineral se quebra de acordo com sua estrutura molecular. Ela é classificada de acordo com o número e direção de clivagem, podendo ser pobre, moderada, boa, perfeita e proeminente;
  • Fratura - Diferente da clivagem, a fratura do mineral caracteriza a maneira como ele se parte de maneira não controlada;
  • Dureza - Caracteriza a resistência do mineral à abrasão ou arranhões e mostra as moléculas e átomos e compõem sua estrutura;
  • Densidade - Caracteriza a medição da densidade da massa e do volume do mineral.
  • Tenacidade - Mede a resistência do mineral ao ser quebrado, dobrado ou esmagado. Pode ser classificada em: frágil, maleável, séctil, dúctil, flexível ou elástico;
  • Magnetismo - Define se o mineral pode ser atraído ou não por um imã.
  • Peso específico - Mede o peso do mineral comparado com o peso de um volume igual de água.
  • Sistema Cristalino - É a forma do cristal que irá ajudar na identificação do mineral, ocorre então uma análise das faces desse mineral e do seu sistema de cristalização;
  • Química - Nessa classificação, os minerais são divididos de acordo com a sua composição química. Podendo ser: silicatos, carbonatos, sulfatos, halóides, óxidos, sulfetos, fosfatos ou elementos nativos.

Veja também: Reino Mineral

Compartilhe