História do Capitalismo

A história do capitalismo teve seu início no século 15, quando a burguesia se tornou uma classe social nova e importante, no começo da Idade Moderna. Essa fase trouxe duas características essenciais, que são o acúmulo de capital e a propriedade privada.

Na Europa Ocidental, o fim do feudalismo foi essencial para a ascensão da burguesia, e o poder centralizado na figura dos reis transformou a sociedade. Já naquele tempo, nos primórdios da história do capitalismo, o modo de produção artesanal era bem estruturado e, assim, as mercadorias ficavam mais baratas e acessíveis. Outra mudança significativa do período é que as cidades ficaram mais urbanizadas.

Para enviar as mercadorias para outros territórios, algo fundamental na história do capitalismo, o mercantilismo utilizou novos meios de transporte e o aprimoramento de ferramentas de comunicação. De uma forma geral, a história do capitalismo pode ser organizada em três fases, como veremos a seguir.

Inicio do capitalismo, era medieval


História do Capitalismo Comercial

Do século 15 ao século 18, a história do capitalismo foi marcada pelo mercantilismo, quando o feudalismo chegou ao fim e o capitalismo se tornou o modo de operação da economia na Europa.

O comércio ganhou extrema importância na economia e na sociedade. A burguesia trabalhava em busca do acúmulo de capital. As nações navegavam para conquistar novas colônias e os estados buscavam manter sempre a balança comercial favorável.

Leia mais: Capitalismo Comercial


História do Capitalismo Industrial

A história do capitalismo iniciou sua fase industrial a partir do século 18, com a Revolução Industrial, que alterou profundamente o modo de produção manufaturado, graças a uma nova tecnologia: as máquinas que funcionavam com motor a vapor. Assim, ao invés de produzir em pequenas quantidades, era possível investir em produções em larga escala, surgindo então a classe operária.

Leia mais: Capitalismo Industrial


História do Capitalismo Financeiro

Depois da Primeira Guerra Mundial, no século 20, o capitalismo financeiro assumiu seu papel de protagonista na economia, com agentes muito característicos, como as empresas, os bancos e as megacorporações.

É possível perceber que, a partir desse momento histórico, surgiu a monopolização financeira e industrial. Este modelo também ficou conhecido como Capitalismo Monopolista, quando os comércios e indústrias passaram a ser controlados por instituições financeiras mais poderosas.

Nesta terceira fase da história do capitalismo, as empresas se organizavam de outras maneiras, por meio de cartéis, holdings e trusts.

A globalização também foi um fator decisivo na história do capitalismo, resultando no chamado capitalismo informacional. A tecnologia permitiu a realização de operações comerciais e financeiras que antes eram impossíveis.

Atualmente, as empresas podem operar em vários lugares do mundo de forma mais organizada, com o suporte da Tecnologia da Informação. Este avanço deu origem ao que, hoje, chamamos de quarta revolução industrial, ou Indústria 4.0, extremamente impactante para o capitalismo.

Leia mais: Capitalismo Financeiro