Capitalismo Comercial

A primeira fase do capitalismo é chamada de capitalismo comercial, tendo ocorrido na era do Renascimento Comercial. A ascensão da burguesia foi essencial para que o capitalismo comercial ganhasse força na Europa.

As bases do capitalismo comercial foram formadas após a era das grandes navegações, no século 15 e, por isso, o capitalismo comercial iniciou no final da Idade Média e seguiu até a Idade Moderna. O desbravamento marítimo em busca de novas terras trouxe muitas riquezas para a Europa, sendo fundamental para o capitalismo comercial.


Além disso, o capitalismo comercial foi predominante em algumas regiões, com grande destaque para as seguintes nações:

  • Itália;
  • Alemanha;
  • França;
  • Portugal;
  • Espanha;
  • Inglaterra;
  • Holanda;
  • Bélgica;
  • Entre outros.

O domínio de terras na América e na África impulsionou a relação comercial entre as nações. A exploração das colônias levou muitas riquezas para serem vendidas aos clientes, reforçando o capitalismo comercial.

Neste contexto, onde o comércio ganhou maior importância, a burguesia conquistou um novo papel político e social, graças ao controle da economia.

No capitalismo comercial, a produção de manufaturas foi intensa e muito importante para produzir itens de valor, que eram comercializados. Uma novidade surgiu na relação comercial: a moeda apareceu como valor de troca. Nesta fase, ganhou espaço o mercantilismo como principal sistema da economia, inclusive entre nações e continentes.

Uma das principais características do capitalismo comercial foi o superávit, ou seja, a balança comercial favorável. As nações passaram a implementar as taxas alfandegárias, com o objetivo de realizar o protecionismo da economia local.

Os metais preciosos eram muito importantes, sinal de riqueza. Por isso, as nações buscavam concentrar ouro e prata, principalmente, em uma prática conhecida como metalismo.

A burguesia ganhou muita representatividade no capitalismo comercial graças à falência do sistema feudal. Os burgueses, conforme demonstra o metalismo, ficavam riscos porque acumulavam muitos metais preciosos.

A economia no capitalismo comercial era voltada para promover as trocas comerciais de itens de valor para ambos os envolvidos, além da comercialização de especiarias, produtos advindos da agricultura, metais preciosos, comércio de escravos e de produtos manufaturados.

Inicio do capitalismo industrial

O capitalismo comercial foi substituído pelo capitalismo industrial, após a Revolução Industrial, no século 18.