Os Fenômenos Atmosféricos


 Compartilhar no facebook
 Compartilhar no twitter


Os Fenômenos Atmosféricos

São fenômenos atmosféricos: a temperatura do ar, a pressão atmosférica, o vento, a umidade do ar, as nuvens e as precipitações. Vamos a seguir analisar cada um desses fenômenos. São eles que constituem o tempo atmosférico e os tipos de clima da Terra.


A TEMPERATURA DO AR
De modo geral, um corpo é quente ou frio. A temperatura, portanto, diz respeito ao maior ou menor calor dos elementos da superfície terrestre.

A radiação solar, isto é os raios emitidos pelo Sol são responsáveis pelas temperaturas nas superfície da Terra. Mas o ar atmosférico não absorve toda a radiação solar. Uma parte atinge a superfície terrestre, sendo absorvida pelos continentes e oceanos; a outra é refletida e retorna para ao atmosfera.


A PRESSÃO ATMOSFÉRICA
Durante muito tempo acreditou-se que o ar não tivesse peso. Em 1643, o cientista italiano Torricelli, ao realizar uma experiência, constatou que a atmosfera exerce pressão, isto é, força ou peso sobre uma superfície qualquer, isso quer dizer que pressão atmosfera é o peso do ar. A pressão do ar é medida por um aparelho chamado barômetro. A altitude interfere na pressão atmosférica. Nas áreas de elevada altitude, a pressão diminui; nas áreas de baixa altitude, a pressão aumenta, porque ai o peso ou força que o ar exerce é maior.

A superfície terrestre não recebe a mesma quantidade de raios solares em toda a parte. Em alguns lugares os raios solares incidem com mais intensidade que em outros. Isso explica os diferentes climas existentes na Terra. Mas, além da temperatura, também a pressão atmosférica exerce grande influência nos tipos de clima. Ela dá origem aos ventos, que representam a circulação constante da atmosfera.

O vento é o ar em movimento. É o deslocamento contínuo do ar na superfície terrestre. São as diferenças de pressão atmosférica que explicam esse movimento.

Como acontece o vento? : como toda atmosfera é interligada, o ar mais comprimido ( com maior pressão ) de uma área desloca-se em direção às áreas onde o ar está menos comprimido ( com menor pressão). Como a Terra está em movimento constante e as temperaturas variam durante o dia e durante o ano, o ar vai de deslocar constantemente. A medida que a área que recebe os ventos vai ficando com menos ar, uma parte desse ar, vai retornar para a área de onde veio, normalmente por meio de ventos de maiores altitudes. Dessa forma é mantido o equilíbrio do ar na Terra.


A UMIDADE DO AR
A água sob a forma de vapor ou de gotículas, está sempre presente na atmosfera. Uma das formas de constatar isso é observar o orvalho que muitas vezes cobre a vegetação de manhã, principalmente nos dias frios.

O ar tem capacidade para conter um limite de vapor de água. Quando esse limite é atingido, o ar fica saturado, isto é “cheio”.

O ar quente consegue conter mais vapor de água do que o ar frio. Se a temperatura do ar saturado diminuir, o excesso de vapor que esse ar contém se condensa, isto é, passa para o estado líquido.

A condensação do vapor de água dá origem as diferentes formas de precipitação: orvalho, neve, granizo, geada e chuva.


AS NUVENS E OS NEVOEIROS
A condensação do vapor de água na atmosfera, dá origem às nuvens e aos nevoeiros, que são formados basicamente por gotículas de água mais leves que o ar. Quando a condensação ocorre bem acima do solo, forma-se o nevoeiro, também chamado de neblina.

Tanto os nevoeiros como as nuvens, com o tempo, precipitam a água que contém na superfície. Os nevoeiros perdem água quando entram em contato com superfícies frias ( folhas, vidros dos carros ). As nuvens dão origem as precipitações quando as gotículas de água se juntam, ficam mais pesadas e caem sobre a superfície da Terra. De acordo com a altitude e com o seu aspecto, as nuvens recebem um nome.


PRECIPITAÇÕES ATMOSFÉRICAS
Como já dissemos, a chuva, a neve e a geada são formas de precipitação atmosférica, assim como o orvalho e o granizo. Todas elas resultam da condensação, fenômeno que ocorre quando há resfriamento ou excesso de vapor de água em um determinado lugar da superfície terrestre.



Fonte:
http://centrodeapoio.hpg.ig.com.br/index2.htm





Saiba mais

Buscas relacionadas a Os Fenômenos Atmosféricos em Geografia.


[ Pesquisa escolar lida 58261 Vezes - Categoria: Geografia ]


Leia também! Assuntos relevantes.

As Nuvens
Por toda parte, sobretudo no ar existe vapor áqueo, devido à evaporação dos mares, dos lagos, dos rios e até da enorme massa da vegetação. Naturalment...
Lido: 12011 Vezes

A pressão atmosférica e os ventos - Brasil
Sabemos que a pressão atmosférica varia com a altitude e com a temperatura. Essas variações e diferenças na pressão atmosférica determinam, ao longo d...
Lido: 32998 Vezes

Variação da resistência elétrica com a temperatura
A resistividade p varia sensivelmente com a temperatura e, consequentemente, a resistência elétrica do condutor também varia com a temperatura. Par...
Lido: 5787 Vezes

Calor e Temperatura
Fazemos muita confusão entre esses dois conceitos. Calor (ou energia calorífica) é uma forma de energia que é diretamente transferida de um corpo m...
Lido: 56413 Vezes

Sugestão de Busca Escolar

Sites

Encceja
Enem
SISU
Prouni
Paixão e Amor
Curiosidades
Relacionamento

Fale Conosco
Feed / RSS

Comunidade no Google +
Comunidade no Twitter


Novidades no seu e-mail

Estudantes Online
Sobre o Grupo Escolar

GrupoEscolar.com - Todos direitos reservados

Todo o conteúdo do site é retirado da internet e/ou enviado pelos estudantes.

Caso algum conteúdo infrinja direitos autorais entre em contato que adicionaremos crédito ou retiraremos o mesmo.

As opiniões expressas nos textos são de responsabilidade dos seus autores.

Somos apenas um veículo de comunicação e não compactuamos com nenhuma opinião sobre nenhum tema.