Física Nuclear


 Compartilhar no facebook
 Compartilhar no twitter


Física Nuclear

Para extrair um elétron de um átomo, é necessário uma certa quantidade de energia. Da mesma forma, cada núcleo (próton ou nêutron) necessita também de grande quantidade de energia, que é da ordem de milhões de vezes. Por esse motivo, a física nuclear é denominada "física de alta energia".


Fissão Nuclear
A divisão do núcleo do átomo, que é responsável pela liberação de grande quantidade de energia térmica, trata-se da chamada reação de fissão nuclear. Tal reação é obtida através do bombardeamento do núcleo de um átomo por um nêutron. Isto causa grande instabilidade no núcleo do átomo, acarretando em sua divisão. A grande energia que mantinha a própria integridade do núcleo atômico é liberada em forma de energia térmica. Com a divisão do núcleo, dois nêutrons adicionais são produzidos e arremessados em direção a outros átomos, bombardeando seus núcleos e podendo gerar reações sucessivas, em cadeia contínua.

Enrico Fermi, em 1934, bombardeando núcleos com nêutrons de velocidade moderada, observou que os núcleos bombardeados capturavam os nêutrons. Pouco tempo depois, após o bombardeamento de urânio com nêutrons moderados, a equipe do cientista alemão Otto Hahn constatou a presença de átomos de bário, vindo a concluir que, após o bombardeio, núcleos instáveis de urânio, partiam-se praticamente ao meio.

Como os nêutrons não possuem carga elétrica, não sofrem desvio de sua trajetória, devido ao campo eletromagnético do átomo. Estando muito acelerado, atravessariam completamente o átomo; estando a uma velocidade muito lenta, seriam rebatidos; mas com velocidade moderada, ficam retidos, e o novo núcleo formado, instável, sofre desintegração posterior com emissão de partículas beta. Somente alguns átomos são capazes de sofrer fissão, entre eles o urânio-235 e o plutônio.

A enorme quantidade de energia produzida numa fissão nuclear provém da transformação da matéria em energia. Na fissão nuclear há uma significativa perda de massa, isto é, a massa dos produtos é menor que a massa dos reagentes. Tal possibilidade está expressa na famosa equação de Einstein: E=mc2(ao quadrado), onde E é a energia, m a massa e c a velocidade da luz no vácuo. No processo de fissão, cerca de 87,5% da energia liberada aparece na forma de energia cinética dos produtos da fissão e cerca de 12,5% como energia eletromagnética.



Fusão Nuclear
A fusão nuclear consiste na produção de energia realizada através da reunião de núcleos de átomos, processo este que gera a formação de átomos maiores. Quando o deutério e o trítio (dois isótopos do hidrogênio) colidem entre si, ocorre a fusão nuclear. A nova combinação formada entre estes isótopos produz energia através da liberação de um nêutron. Também é produzido um átomo de hélio maior que os átomos comuns que formam este elemento. As reações de fusão constituem a fonte de energia das maiores usinas do universo: as estrelas. Embora uma estrela seja inicialmente apenas uma nuvem de hidrogênio, a contração, causada pela sua própria atração gravitacional, aumenta sua pressão, densidade e temperatura. Os choques entre os átomos aumentam em número e violência, até que eles passem a liberar seus elétrons. A massa de núcleos e elétrons assim produzida é conhecida como plasma. Este é o quarto estado da matéria, sendo os outros três o sólido, o líquido e o gasoso. É no plasma que se realizam as reações de fusão.



Fonte:
http://br.geocities.com/radioativa_br/pagina8.htm




Leia também! Assuntos relevantes.

O Movimento Absoluto e a Física de Newton
Por: Alberto Mesquita Filho 1. A existência (ou a realidade) do movimento A existência do movimento é um fato constatável. Por exemplo, ao escreve...

Física Ondulatória
A Física Ondulatória estuda as ondas, ou qualquer pulsação que se propaga em um meio. A ondulatória analisa todo tipo de onda, desde a onda do mar até...

Divisão Didática da Física
As divisões didáticas da física demonstram seu desenvolvimento ao longo dos anos. A Física é uma ciência que estuda a natureza e seus fenômenos. El...

Ligações entre átomos e entre moléculas
Na química, estudamos as ligações entre átomos e entre moléculas. De uma maneira básica, podemos dizer que quando duas forças distintas agem no interi...

A Física
A Física é uma ciência que se dedica ao estudo dos fenômenos da natureza. A palavra física vem do grego e significa, literalmente, natureza. Essa ciên...

Cronologia da Física
A física é uma ciência fundamental para o avanço da humanidade. Confira alguns fatos marcantes na cronologia dessa área de estudo e pesquisa: 1 - Egí...

Física Experimental
A física experimental, como o nome diz, é baseada na experimentação. Ela é extremamente importante, pois se caracteriza como parte essencial do método...

Núcleo Celular
O botânico escocês Robert Brow (1733 - 1858) verificou que as células eram portadoras de um corpúsculo geralmente arredondado, que ele chamou de núcle...

Isótopos
Os isótopos são dois átomos do mesmo elemento químico, mas com números de massa diferentes e números atômicos iguais. Um exemplo de isótopo é o Carbo...

Fale Conosco | Feed / RSS | Google + | Twitter |

Novos assuntos sobre educação no seu e-mail

Site destinado a educação, estudos, informação e pesquisa escolar. Não incentivamos a prática de trabalhos escolares prontos.

Somos um veículo de comunicação. Não compactuamos com nenhuma opinião sobre nenhum tema.

Cópia ou reprodução de conteúdo somente se citada a fonte.

© 2016 - Grupo Escolar - Todos direitos reservados