Fusão nuclear

Por

Você sabia que temos um exemplo de fusão nuclear todos os dias diante de nossos olhos? O sol e as estrelas são grandes exemplos, afinal de contas, é a sua fonte de energia e de vida, o sol, em seu interior uma série de fusões ocorrem originando núcleos de hélio. Em poucas palavras, fusão nuclear nada mais é que a união de diversos núcleos que se unem formando um núcleo maior e estável.

A fusão nuclear se torna mais fácil com núcleos menores já que precisam de colidir para juntar-se a outros núcleos, e a repulsão de carga positiva desses núcleos será bem menor, mas, para ocorrer essa colisão é necessário uma força cinética muito forte para vencer a repulsão das energias.

Logo abaixo temos um calculo que exemplifica a fusão de nuclear e a fundição de dois núcleos, um de deutério e outro de trítio, tal fusão resulta nos átomos de hélio.
Fusão Nuclear 1

O exemplo acima conta com a seguinte composição: 73% de hidrogênio, 26% de hélio e 1% de outros elementos, que é a mesma fonte de energia do sol e das estrelas, que precisa de átomos de hidrogênio para originar átomos de hélio.
Fusão Nuclear 2

As reações de fusão do hidrogênio são a fonte de energia das estrelas, incluindo o Sol.


A quantidade de energia liberada nesta fusão é simplesmente poderosa, para você ter uma ideia de sua força, podemos dizer que é dois milhões de vezes maior que as reações químicas comuns. Para ficar mais claro, vamos usar outro exemplo, em 1952 os Estados Unidos lançou em um atol do Pacifíco a primeira bomba de hidrogênio, resultado: praticamente pulverizou o lugar. Essa reação foi mil vezes maior que as bombas lançadas sobre Hiroshima e Nagasaki, ou seja, daqui dá pra imaginar o poder da fusão nuclear natural que ocorre no centro do sol.

Devido ao nível de alta energia liberada nestas reações, os cientistas sonham em poder utilizar essa energia em prol da humanidade, contudo, infelizmente os graus para chegar em uma fusão como esta são elevadíssimos, seria necessário uma energia tão intensa quanto o calor do sol para conseguir usufruir uma energia como está e, ainda não é seguro trabalhar de maneira controlada com materiais que exijam milhares de graus celsius.

Mas a ciência encara tais problemas como obstáculos que precisam ser superados, e por isso criaram um tipo de reator que consegue suportar uma quantidade de calor tão intensa que consegue manter o plasma longe das paredes com técnicas de confinamento magnético. Atualmente esse tipo de reatores estão sendo testados devido a vantagem que podem trazer ao mundo, para você ter uma ideia, para alimentar a energia do mundo inteiro seria preciso apenas a fusão de 2, 10-9% do deutério. Veja a foto abaixo do detokamak.
Fusão Nuclear 3

Reator tokamak que está em fase de teste, assim que conseguirem, poderá fornecer energia através da fusão nuclear.

Leia também! Assuntos relevantes