Sérgio Fernando Moro é um juiz, escritor e professor brasileiro e atual ministro da Justiça e Segurança Pública do Brasil, que ganhou notoriedade internacional, após liderar a operação conhecida como “Operação Lava Jato”, a maior investigação de corrupção da história do Brasil.

Em 12 de julho de 2017, ele condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a 9 anos e 6 meses de prisão, sendo a primeira vez na história do Brasil que um ex-presidente da República, foi criminalmente condenado.


Histórico de vida

Filho de Odete Starke e Dalton Áureo Moro, Sérgio Moro se formou em Direito pela Universidade Provincial de Maringá em 1995, tornando-se juiz federal em 1996, com apenas 26 anos de idade.

Ele também estudou o programa de curto prazo (30 dias), para a instrução de advogados da Harvard Law School em 1998. Possui mestrado e doutorado em Direito pela Universidade Federal do Paraná.

Aos 24 anos, o magistrado passou em concurso para juiz e seu destino foi a sede da Justiça Federal na cidade de Curitiba, onde atua na área previdenciária. Em 2003, ele assumiu a Vara especializada em julgar a lavagem de dinheiro e crimes contra o sistema financeiro.

Como juiz federal do 13º Tribunal Penal Federal de Curitiba, ditou classes de processos criminais na UFPR e comanda a Operação Lava Jato.
Sérgio Moro é casado com a advogada, Rosângela Wolff de Quadros Moro, com quem tem 2 filhos.


Trajetória

Além da Operação Lava Jato, o Sérgio Moro teve outros casos ressonantes a seu favor. Ele liderou o caso Banestado, que resultou na condenação de 97 pessoas, entre elas, Alberto Youssef. Ele também apareceu na Operação Farol Carolina, onde ocorreu a detenção temporária de 103 suspeitos por lavagem de dinheiro.

No caso do escândalo do Mensalão, a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber, convocou Moro para ajudá-la, devido a sua especialização em crimes financeiros e no combate à lavagem de dinheiro.

Moro já foi eleito o "Brasileiro do Ano” em 2014, pela revista “ISTOÉ” e um dos “100 mais influentes do Brasil”, pela revista Época.

Em 2016, ele foi escolhido entre os 50 líderes mais influentes do mundo pela revista “Fortune”.

Ele também recebeu o “Prêmio Personalidade do Ano de 2018”, da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos e foi o orador de formatura da Universidade de Notre Dame.

Foto do Sergio Moro


Política

Em 29 de outubro de 2018, dias após o segundo turno das eleições presidenciais de 2018, o presidente eleito Jair Bolsonaro convidou Sérgio Moro para o cargo de ministro da Justiça. Em 1 de novembro, Moro aceitou o convite depois de uma reunião com Bolsonaro.

Desde do dia 1 de janeiro, Sérgio Moro atua no comando do Ministério da Justiça e Segurança Pública do Brasil.

Veja também:

Atual Situação da Corrupção no Brasil

Justiça no Brasil

Leia também! Assuntos relevantes