Usinas Hidrelétricas

As hidrelétricas são usinas que produzem energia elétrica a partir da força das águas. Elas são verdadeiras obras de engenharia, que englobam conceitos de mecânica, hidráulica, elétrica e engenharia civil, envolvendo praticamente todas as áreas da engenharia.

Para construir usinas hidrelétricas é preciso contar com uma empresa especializada, com capacidade para construções de grande porte, já que diversos profissionais de áreas técnicas distintas precisam participar da operação.

A principal entre as hidrelétricas do Brasil é a Usina de Itaipu, a maior da América Latina. O objetivo das hidrelétricas é gerar energia através da potencialidade hidráulica de um rio.

Um esforço complexo é organizado para que hidrelétricas operem de forma correta. Além de construir as usinas, é preciso verificar se o projeto é viável. Para isso, diversos cálculos e análises precisam ser realizadas.

Em uma comparação simplificada, a técnica de usar a força de um rio para produzir energia já era praticada nos moinhos, há mais de 2 mil anos atrás.

Na prática, as hidrelétricas fazem a seguinte conversão: transformam em energia cinética a energia de potencial gravitacional da água do rio, que fica represada. A água presa gera a pressão esperada para que haja uma transferência de energia, da hidráulica para a mecânica. Depois, mais uma conversão é necessária para encerrar o processo: a transferência da energia mecânica para que ela seja transformada em elétrica.

Funcionamento das Hidrelétricas

O processo das hidrelétricas segue outro curso, que é fazer a energia elétrica chegar às linhas de transmissão, para que a rede de distribuição leve a energia para os pontos onde estão os consumidores.

As hidrelétricas garantem vários benefícios, como o fato de serem uma fonte de energia renovável e produzirem energia com um baixo valor, principalmente se for um método comparado com a energia nuclear. Também são melhores do que outras forma de se obter energia, com as usinas que funcionam com carvão ou petróleo, por exemplo, consideradas prejudiciais ao meio ambiente.

Mas as hidrelétricas também possuem seu lado negativo, como o fato de interferirem no habitat natural, causando mudanças no ecossistema da região onde é feito o alagamento para a água ser represada. A temperatura local também pode mudar, assim como o nível dos rios, que sofre interferências profundas.