A gripe é uma doença muito comum, causada pelo vírus influenza. Quando evolui para casos de pneumonia, pode matar, principalmente pacientes do grupo de risco, entre eles idosos, gestantes e pessoas com doenças crônicas.

Os principais sintomas são dor no corpo, febre e cansaço. Os sintomas aparecem de repente. É muito comum a piora do quadro respiratório depois de 4 dias do início dos sintomas.

É importante lembrar que gripe não é o mesmo que resfriado, já que resfriado é causado, na maioria dos casos, pelo rinovírus, sem febre.


Quais são os tipos de gripe?

A gripe é separada pelos seus tipos de vírus, que são os seguintes: A, B e C. Eles são transmitidos com facilidade e podem passar por mutações ao longo do tempo, sendo que A e B possuem mais chances de causarem óbitos.

Geralmente, os vírus A e B também são os que mais causam as epidemias de gripe que atingem regiões inteiras e que assustam os moradores. Normalmente, o vírus C é uma gripe mais leve.

Mulher com Gripe, coriza, assoando o nariz

Qual a diferença entre as gripes H1N1, H3N2, H2N3?

Estes vírus são diferentes em suas proteínas de superfície. Porém, isso não modifica o tratamento da gripe. Na verdade, os mesmos vírus possuem as cepas H1N1, H3N2 e H2N3, sendo que, de acordo com o Ministério da Saúde, o vírus H2N3 não é encontrado em território nacional.

Todos os vírus da gripe geram os mesmos sintomas nos seres humanos. O vírus A pode ter cepas H1N1 e H3N2 e é, seguramente, o mais encontrado nas pessoas.


O que causa gripe?

A gripe é causada pelo contato com o vírus. Porém, alguns fatores são considerados de risco e podem evoluir para complicações no quadro de saúde, como:

  • Crianças, adultos mais velhos e idosos podem apresentar quadros de complicações de gripe;
  • Pessoas que moram em lugares com grande concentração de habitantes costumam ter mais chances de contágio;
  • Pacientes que estão fazendo tratamentos que afetam o sistema imunológico, como quimioterapia, HIV/AIDS e corticosteroides, têm mais risco;
  • Pessoas com doenças crônicas, tais como diabetes e asma, também têm risco aumentado de gripe;
  • Grávidas, principalmente após o terceiro trimestre da gestação ou no período de até 14 dias no pós-parto, podem apresentar casos mais graves de evolução da doença;
  • Entre outros.


É possível se prevenir contra a gripe?

Sim. Pessoas do grupo de risco, profissionais da área da saúde e outros grupos específicos podem tomar a vacina gratuita no Sistema Único de Saúde no período da campanha. Por causa da mutação do vírus, é importante a reaplicação.

Mulher gripada com medicamentos na mão

Além disso, é essencial lavar as mãos com frequência e da forma correta, não ficar muito tempo em locais fechados, ficar distante de aglomerados de pessoas, evitar levar a mão ao nariz, boca e coçar os olhos. Também é recomendável evitar o contato muito próximo com uma pessoa gripada. Em casos de suspeita de gripe, é indicado procurar ajuda médica!


Conteúdo parecido:

Tudo sobre o vírus da gripe H3N2

Saiba Mais Sobre Gripes e Resfriados

Como se previnir da Gripe A

Gripe Espanhola

Gripe Suína - H1N1

Gripe do Frango

Leia também! Assuntos relevantes