A febre amarela é causada por um arbovírus do gênero Flavivirus. A gravidade da doença pode variar e sua transmissão acontece por meio de vetores. Muitas vezes, a febre amarela pode ser assintomática. A doença costuma durar no máximo 10 dias.

Quando apresenta sintomas, o paciente possui o seguinte quadro:

  • Febre alta;
  • Dor de cabeça;
  • Calafrios;
  • Cansaço;
  • Dor muscular;
  • Náuseas;
  • Vômitos.

Estes sintomas costumam permanecer por cerca de 3 dias. O quadro pode evoluir e o paciente chega então à forma mais agressiva de febre amarela, com hemorragia, icterícia, insuficiência renal e hepática. Nestes casos, a febre amarela pode matar.

Quem é infectado pela febre amarela fica imunizado de forma permanente.


Onde você pode ser infectado pela febre amarela?

A febre amarela é uma doença com maior incidência na África, América Central e América do Sul. Sua transmissão acontece através do vetor – mosquito, mais comum em áreas silvestres, mas também presente em ambiente urbano.

Os vetores mais comuns da febre amarela no ambiente urbano são mosquitos da família Aedes – aegypti e albopictus. Em espaço silvestre, nas florestas, a doença é transmitida pelo mosquito Haemagogus e do gênero Sabethes.

Em ambos os casos, os sintomas da doença são os mesmos e a doença é transmitida quando um mosquito infectado pica uma pessoa. A pessoa infectada, normalmente vai para o ambiente urbano e espalha a doença, já que os mosquitos Aedes estão em muitas cidades.

Nas florestas, uma das principais vítimas da febre amarela são os macacos. Infelizmente, muitos seres humanos desinformados atacam os macacos, acreditando que eles transmitem a doença, enquanto estes mamíferos vertebrados sofrem tanto com a febre amarela quanto qualquer um de nós. Então, vale reforçar: o macaco não transmite a febre amarela!

A febre amarela também não pode ser transmitida diretamente de uma pessoa para outra, somente o mosquito transmite a doença. Equipes de controle utilizam informações sobre a população de macacos de uma área para descobrir uma região de circulação do vírus.


Como prevenir a febre amarela?

A forma mais eficiente de prevenção da febre amarela é a vacinação, indicada para pessoas que estão em áreas de risco, com grandes índices de infecção, assim como quem pretende viajar para estes lugares.

Outra maneira de combater a febre amarela é impedir o nascimento do vetor, os mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus, sendo que o primeiro também é transmissor da dengue. Ambos precisam de recipientes com água parada para se proliferar, por isso é preciso eliminar recipientes, pneus velhos, latas, manter a caixa d’água limpa, entre outras medidas.

O combate do mosquito também pode ser feito com aplicação de inseticida, em casos de epidemia, quando a quantidade de mosquitos transmissores está descontrolada. Essa medida é tomada pelas autoridades de saúde, quando o caminhão da fumaça, também chamado de “fumacê”, passa pelas ruas espirrando veneno para os mosquitos.

Os repelentes também ajudam a manter os mosquitos distantes. Segundo informações mais recentes, de julho de 2017 até fevereiro de 2018, 98 pessoas morreram com febre amarela e mais de 353 foram infectadas, além de mais de 1200 casos suspeitos. No Brasil, a região amazônica é considerada uma área epidêmica.

Vários fatores são considerados como condições favoráveis para a febre amarela, entre os quais estão os seguintes:

  • Temperaturas elevadas;
  • Alta pluviosidade;
  • Alta densidade de vetores;
  • Presença de hospedeiros primários;
  • Baixas coberturas de vacina;
  • Novas linhagens de vírus.

A vacina é aplicada gratuitamente pela rede pública de saúde. Se você vai viajar para uma área epidêmica, tome a vacina para se prevenir!

Cartilha, explicação da Febre Amarela


Veja também:

A Importância das Vacinas