A faringe é um órgão do corpo humano que se parece com um funil, pode medir até 15 centímetros de comprimento. Tem ligação com os ouvidos, fica na parte traseira das fossas nasais, estende-se desde a cavidade da boca até o esôfago.

Sua posição no nosso corpo é em frente à coluna cervical. Por ser afunilado ao contrário, embaixo é mais estreita e, em cima, mais larga. A faringe é composta por folículos linfoides acumulados na sua mucosa, além de ter uma camada de músculos.

O nosso sistema imunológico tem células de defesa que estão presentes no órgão, sendo as mais conhecidas classificadas como amídalas.

As mais comuns, que podem ser visualizadas na garganta, na região dos fundos, são as amídalas palatinas, amídalas compostas de folículos. A função dessas células é oferecer uma proteção maior ao nosso organismo, principalmente contra agentes nocivos que estão nos alimentos e no ar que respiramos.

Os aparelhos respiratório e digestório se encontram na faringe, que faz a conexão da boca e do nariz e da boca com o esôfago e laringe.

Ilustração da Faringe

A epiglote tem a função de proteger a comunicação da laringe e da faringe. Essa válvula existe para interromper a passagem de ar no esôfago durante a respiração, assim a traqueia recebe o ar quando respiramos.

A epiglote também interrompe a comunicação na laringe quando estamos deglutindo, assim os alimentos não podem alcançar a traqueia e seguem em direção ao esôfago, como deve ser.


Como é dividida a faringe?

A divisão da faringe acontece da seguinte maneira:

Nasofaringe / Rinofaringe

Essa área da faringe está ligada à orofaringe e fica na parte de trás da cavidade nasal.


Orofaringe

É a área da faringe localizada na parte de trás da cavidade oral e está ligada com a boca.


Laringofaringe

É a continuidade da orofaringe e porção inferior da faringe, conectada com o esôfago e com a laringe.


Principais doenças da faringe


Amigdalite Caseosa

Considerada uma das principais causas do mau hálito, é formada por pequenas bolinhas brandas com cheiro muito desagradável, formada por restos de alimento.


Mononucleose Infecciosa

É uma doença viral que atinge a região inguinal, axilas e pescoço. Os sintomas são cefaleia, placas brancas na garganta, febre e sensação de mal estar. O paciente também vai notar a presença de caroços grandes, os linfonodos, na região do pescoço.


Faringite

Esta é uma infecção séria e aguda na mucosa da faringe. Entre os sintomas estão febre e dor para engolir. É comum perceber linfonodos, que são caroços das áreas inchadas. A doença é causada por vírus ou bactérias.


Amigdalite Aguda

É a infecção das amídalas, seja por bactéria ou vírus. É muito comum no inverno, sendo mais recorrente em crianças. O paciente apresenta dor para engolir, linfonodos no pescoço e febre.

Em alguns casos, a dor pode irradiar para outras áreas, como ouvido, dores abdominais, náusea e cefaleia. Em muitos casos, são localizadas áreas brancas, com pus.

É preciso cuidar da amidalite com um médico especialista, o otorrinolaringologista, para que a doença não evolua para um Abscesso Periamigdaliano. Neste caso, a parede da faringe e as tonsilas palatinas ficam tomadas por pus e o paciente pode ter dificuldade imensa para respirar e até para abrir a boca, além de sentir uma dor muito forte.


Veja também:

Doenças que afetam a garganta