História

Importância da Religião no Período Feudal – O Papel da Igreja

A religião Católica dominava o mundo feudal na época. Esse grande poder se dava pela robusta estrutura política e econômica. Sua preponderância foi a base da criação do feudalismo, já que a igreja além de estruturar a forma em que os medievais enxergavam o mundo, também possuía inúmeras terras. A igreja conseguiu espalhar a fé cristã de maneira eficiente e foi responsável por controlar os valores culturais. Ao evangelizar os bárbaros, ela fundiu o mundo bárbaro e o romano em um só.

A estrutura de poder feudal se dava nessa sequencia: O Papa era a figura de maior poder, seguido pelo Rei, Lordes e Nobres, Cavaleiros e na base, os Camponeses. Entender essa pirâmide de poder dá uma visão melhor de quem exercia o poder na sociedade feudal.

Pirâmide do Poder Feudal na Europa

piramide poder Feudal

Abaixo do rei, os lordes e nobres era a classe de maior influência. Eles exerciam o pleno poder sobre as classes subsequentes. Essa classe de lordes e nobres era formada pelos senhores feudais, ou seja, os donos dos feudos, proprietária das grandes propriedades rurais na época.

O Papel da Igreja na Época Feudal

A Igreja Católica foi uma das instituições mais importantes e poderosas do período feudal. O papel da igreja nessa época ia além da função de evangelizar. Ela exercia uma forte influência na política e nas relações sociais.

O Papel da Igreja na epoca Feudal

No período feudal, os membros mais elevados da igreja, como os bispos, viviam entres os nobres. Toda família nobre deveria enviar um filho para que seguisse a carreira eclesiástica. Tudo naquele período era regulado pela religião.

Somente as práticas religiosas poderiam conduzir a Deus e à eternidade. Assim, a Igreja Católica se colocava como a única intermediária entre o homem e Deus.

Desde o período feudal, a igreja já tinha uma hierarquia. O comando da igreja ficava com o Papa, e as divisões internas estabeleciam o alto clero e o baixo clero.

Além desse papel religioso, a Igreja Católica também era uma grande proprietária de terras do período feudal. Durante a Idade Média, os mosteiros católicos eram considerados como centros da vida cultural e intelectual da sociedade.

Nesse período, a igreja caçava os hereges, que eram combatidos com violência pelo Tribunal do Santo Ofício. O objetivo era destruir todos os que fossem contrários à doutrina católica.

Já no fim do sistema feudal, a Igreja Católica passou por uma reforma promovida pelo papa Gregório IX. A partir do século XI, os senhores feudais já não podiam mais nomear os bispos em sua região, e também houve o fim do comércio de bens religiosos, e a imposição do celibato clerical e dos movimentos das cruzadas.

Artigos relacionados