Alexander Fyodorovich Kerensky

Alexander Fyodorovich Kerensky foi um político e revolucionário da Rússia, com grande influência na política de seu país, assumindo o papel de liderança na Revolução Russa de 1917, um ato muito importante e que culminou no fim no regime Czarista russo e que, posteriormente, abriu espaço para a instauração do socialismo.

Durante o Governo Provisório da Rússia, entre 21 de julho de 1917 e 8 de novembro do mesmo ano, assumiu a presidência do país, fortalecendo sua importância também no cenário político internacional da época.

Alexandre Kerensky nasceu em 01 de maio de 1881, na cidade de Simbirsk, na Rússia. Muito dedicado aos estudos e com disposição para a vida escolar, conseguiu se formar em Direito na renomada Universidade de São Petersburgo, em 1904. Ainda na universidade, começou a se interessar mais por política.

O jovem político ingressou no movimento revolucionário da Rússia depois do Domingo Sangrento. O objetivo da revolução era justamente acabar com o czarismo do regime de Nicolau II.

Por causa de suas atividades políticas contra o czarismo, acabou sendo preso em 1906, mas foi libertado no mesmo ano. A sua prisão endureceu ainda mais seu posicionamento contra o regime do czar Nicolau, assumindo publicamente suas posições de forma legalizada, deixando de atuar em grupos subversivos que eram considerados ilegais.

Elegeu-se como deputado em 1912 para legislar e fiscalizar sobre Duma. Mais uma vez, seu foco político estava no czarismo. Como parlamentar, atacou Nicolau II, o qual era acusado de abuso de poder. Como deputado, Kerensky também aproveitou para espalhar ainda mais suas ideias revolucionárias.

A Revolução Russa aconteceu realmente em 1917 e Kerensky assumiu um papel de liderança e muito destaque, integrando a estrutura dos Sovietes como vice-presidente, retirando ministros czaristas de seu posto com o suporte de tropas aliadas à sua liderança e, posteriormente, integrando-se à estrutura de governo.

Foto do Alexander Fyodorovich Kerensky Jovem

Em 1917, assumiu postos políticos de muita importância na estrutura da Rússia, na seguinte ordem:

  • Ministro da Justiça da Rússia
  • Ministro da Guerra da Rússia
  • Presidente do Governo Provisório da Rússia

Os bolcheviques, ainda em 1917, em um episódio conhecido como “Segunda Revolução Russa”, tiraram Alexander Fyodorovich Kerensky do governo. O ato foi planejado por Lênin.

Após o domínio de Lênin e dos bolcheviques, Kerensky se viu obrigado a deixar a Rússia para viver como exilado em outros países, já que sua postura política não estava de acordo com o novo regime que chegara ao poder.

Kerensky ficou exilado em Paris até 1940, tempo em que estava sendo procurado pelos bolcheviques. Depois, decidiu se mudar para Nova York. Nos EUA, atuou como intelectual e escritor, deixando obras sobre a História da Rússia e política. Também trabalhou como comentarista de jornais e programas de rádio.

Foto do Alexander Fyodorovich Kerensky Idoso

Kerensky faleceu em Nova York, em 11 de junho de 1970, com 89 anos.


Principais obras (livros) de Kerensky:

O legado intelectual de Alexander Fyodorovich Kerensky pode ser conhecido em suas obras:

  • A Rússia e o ponto da virada da História
  • A Catástrofe
  • O prelúdio para o bolchevismo
  • A crucificação da liberdade


Assuntos recomendados:

Leia também! Assuntos relevantes