O agronegócio é um dos principais setores da economia brasileira, ele integra práticas da cidade e do campo, envolvendo a produção agropecuária e outras práticas que são interligadas a ela.

O nome agronegócio é um termo que foi criado para relacionar o negócio, a comercialização que é feita através dos produtos derivados da agropecuária, englobando os serviços, as técnicas e os equipamentos a ela relacionados, tanto direta quanto indiretamente.

Com isso, o agronegócio é um setor da economia que está repleta de atividades que incluem a produção agrícola, seja no cultivo do café, do algodão, a pecuária, a solicitação feita para adubos e fertilizantes, o desenvolvimento das máquinas agrícolas, a industrialização dos produtos do campo, além do desenvolvimento das tecnologias para dinamizar todas essas atividades.

Geralmente associado com o campo, o agronegócio possui um segmento produtivo que é muito mais abrangente, possuindo um grande número de participante no processo, como um todo.

Entendido como um processo, na produção agrícola agropecuária intensiva é utilizada uma série de tecnologias e biotecnologias, a fim de alcançar níveis elevados de produtividade, pois é necessário que alguém ou alguma empresa forneça esses elementos.

Diversos setores da economia fazem parte do agronegócio, como os bancos que fornecem os créditos, a indústria que fornece fertilizantes, herbicidas, inseticidas, sementes selecionadas para o plantio, entre outros produtos, as indústrias de tratores e peças, as lojas veterinárias e os laboratórios que fornecem as vacinas e as rações para a pecuária de corte e leiteira. Tudo isso faz parte da primeira etapa do processo.

Agronegócio, Trator

Finalizando essa parte, novos integrantes do agronegócio são agregados ao processo. Esses integrantes fazem parte das agroindústrias responsáveis pelo processamento da matéria-prima oriunda da agropecuária.

A agroindústria transforma os produtos primários da agropecuária em subprodutos, que são inseridos na produção dos alimentos, como os frigoríficos, as indústrias de enlatados, laticínios, a indústria de couro, os biocombustíveis a produção têxtil, entre outros.

Já a produção agrícola está ligada diretamente aos alimentos, sejam eles processados ou não, que estão no dia a dia das pessoas. Entretanto, essa produção é mais complexa, pois a maioria dos itens que compõe a vida das pessoas são derivados dessa produção, ou seja, as madeiras de móveis, as roupas de algodão, a essência dos sabonetes, e uma grande parte dos remédios que têm origem no agronegócio.

O agronegócio está entre os maiores geradores de emprego no mundo e ocupa um lugar de destaque na economia mundial, principalmente nos países subdesenvolvidos ou em desenvolvimento, garantindo o sustento alimentar das pessoas e a sua vivência, contribuindo para o crescimento da exportação do país que o executa.

No Brasil, o agronegócio é uma das atividades mais lucrativas do mundo, representando 23% de todo o PIB nacional.
Só nos últimos 25 anos, a área plantada cresceu mais de 53%, com a produção subindo para 260%, totalizando num aumento de produção de 135%.

Os produtos que têm o maior valor no agronegócio brasileiro são: algodão em pluma, arroz, feijão, milho, soja, café, açúcar, laranja, carnes, celulose e papel.


Leia também:

Leia também! Assuntos relevantes