Osteoporose


 Compartilhar no facebook
 Compartilhar no twitter


Osteoporose

O que é Osteroporose
A osteoporose é uma doença do osso na qual sua densidade mineral é reduzida, sua micro-arquitetura fica corrompida, a quantidade e variedade de proteínas não-colágeno é modificada, e conseqüentemente o risco de fratura aumenta. Ainda que opções de tratamento estejam ficando disponíveis, a prevenção ainda é a forma mais importante de reduzir as fraturas. Devido ao seu componente hormonal, mulheres sofrem mais de osteoporose do que homens.

Panorama clínico da osteoporose
As fratura por osteoporose são aquelas que ocorrem sob pequena quantidade de estresse sobre o osso que normalmente não ocasionaria fraturas em pessoas sem a doença. As fraturas típicas ocorrem na coluna vertebral, quadril e punho. Colapso da vértebra (fratura por compressão) ocasiona dor crônica, postura curvada e diminuição na função pulmonar (capacidade de respirar), enquanto as fraturas dos ossos longos dificultam de fato a mobilidade e podem requerer cirurgia. Ainda que a osteoporose possa ocorrer em homens, ela é substancialmente prevalente em mulheres depois da menopausa.


Fatores de risco para osteoporose
Os fatores de risco para osteoporose podem sem divididos em modificáveis e não-modificáveis:

* Fatores potencialmente modificáveis: ingestão prolongada do medicamento prednisone, fumo, consumo de refrigerantes contendo ácido fosfórico, pouco peso (< 58 kg), deficiência de estrogênio, menopausa prematura (< 45 anos), amenorréia prolongada (> 1 ano), pouca ingestão de cálcio e vitamina D, alcoolismo, quedas recorrentes, atividade física inadequada (muito pouca ou excessiva), alto risco de quedas, fraqueza.

* Fatores não-modificáveis: histórico de fraturas como adulto, histórico familiar de fraturas, sexo feminino, idade avançada, ancestrais europeus ou asiáticos, e demência.


Cálcio e osteoporose
O cálcio é um mineral necessário para o crescimento ósseo, recuperação óssea e manutenção da força dos ossos. O ingestão de cálcio é um aspecto do tratamento para osteoporose. A recomendação para ingestão de cálcio varia dependendo de país e idade, sendo que para pessoa com maior risco de osteoporose (depois do 50 anos de idade) a quantidade recomendada pelas agências de saúde nos EUA é de 1.200 mg por dia. Suplementos de cálcio pode ser usados para aumentar a ingestão diária, e a absorção é otimizada tomando várias doses pequenas (500 mg ou menos) ao longo do dia. O papel do cálcio na prevenção e tratamento da osteoporose não está claro. Algumas populações com muito pouca ingestão de cálcio têm taxas pequenas de fraturas, enquanto outras com alta ingestão de cálcio através de leite e laticínios tem maiores taxas de fraturas. Outros fatores podem influenciar a mineralização óssea -- como consumo de proteínas, sal e vitamina D, exercícios físicos e exposição à luz solar -- fazendo com que a ingestão de cálcio

seja uma fator entre outros no desenvolvimento de osteoporose.


Vitamina D e osteoporose
Alguns estudos mostram que alta ingestão de vitamina D reduz fraturas em idosos. Entretanto, a Women's Health Initiative achou que embora o cálcio mais vitamina D elevem a densidade óssea, eles não afetara a taxa de fratura no quadril.


Exercício físico e osteoporose
Vários estudos mostram que exercícios físicos como ginástica aeróbica, musculação e exercícios de resistência podem manter ou elevar a densidade óssea em mulheres após a menopausa. Estudos mostraram elevação significativa de massa óssea com exercícios como pular corda, caminhar na esteira, step, corrida e musculação em mulheres depois da menopausa. A combinação de exercícios físicos com tratamentos farmacológicos mostrou mais resultados do que o tratamento somente com remédios. Os exercícios físicos também podem auxiliar os pacientes com osteoporose ao diminuir a probabilidade de queda com a melhora do equilíbrio.


Fonte:
http://www.copacabanarunners.net/osteoporose.html





Saiba mais

Buscas relacionadas a Osteoporose em Doenças.


[ Pesquisa escolar lida 9766 Vezes - Categoria: Doenças ]


Leia também! Assuntos relevantes.

A densidade do corpo humano
A densidade do corpo humano é de 1.010 kg/m³, um pouco superior à densidade da água. É por causa dessa densidade que nosso corpo afunda se não souberm...
Lido: 2972 Vezes

Artrite Reumatóide
Doença generalizada do tecido conjuntivo, envolvendo estruturas extra articulares e articulações.Principalmente em mulheres +/- 40 anos. É mais gra...
Lido: 8483 Vezes

Rim - Corpo Humano
O rim é o órgão que produz a urina. São dois, tem a forma de um grão de feijão com uma borda convexa e outra côncava, na qual se situa o hilo. Cad...
Lido: 17419 Vezes

O Nosso Lixo é um Luxo
Mais de 50% do que chamamos lixo e que formará os chamados "lixões" é composto de materiais que podem ser reutilizados ou reciclados. O lixo é caro, g...
Lido: 13145 Vezes

Corpo Humano
A divisão anatômica básica do corpo humano é feita em cabeça, tronco e membros. Do ponto de vista morfológico e funcional, o corpo é composto de célul...
Lido: 39424 Vezes

Pâncreas - Corpo Humano
É uma glândula mista do nosso corpo, exócrina e endócrina. A parte endócrina é composta pelas Ilhotas de Langerhans. A porção exócrina apresenta-s...
Lido: 17786 Vezes

Uretra - Corpo Humano
A uretra é um tubo que leva a urina da bexiga para o exterior durante o ato da micção. No sexo masculino a uretra dá passagem ao esperma durante a...
Lido: 16073 Vezes

Diferença de AR e Osteoartrite
AR - Atinge as partes não sobrecarregadas ( sem carga ) Osteoartrite - Tem preferência por aticulações com maiores cargas. Exames: Paciente fl...
Lido: 5696 Vezes

A Necessidade de Movimento do Corpo Humano
De muitas maneiras pode se comparar o corpo humano como uma máquina, tal como um carro. A máquina converte uma forma de energia em outra na execução d...
Lido: 52598 Vezes

Sugestão de Busca Escolar

Sites

Encceja
Enem
SISU
Prouni
FIES
Relacionamento

Fale Conosco
Feed / RSS

Comunidade no Google +
Comunidade no Twitter


Novidades no seu e-mail

Estudantes Online
Sobre o Grupo Escolar

GrupoEscolar.com - Todos direitos reservados

Todo o conteúdo do site é retirado da internet e/ou enviado pelos estudantes.

Caso algum conteúdo infrinja direitos autorais entre em contato que adicionaremos crédito ou retiraremos o mesmo.

As opiniões expressas nos textos são de responsabilidade dos seus autores.

Somos apenas um veículo de comunicação e não compactuamos com nenhuma opinião sobre nenhum tema.