Alcoolismo

Por

Após anos de estudo e acompanhamento de dependentes de álcool, os especialistas puderam comprovar que o alcoolismo é uma doença, e não um defeito de caráter ou um problema moral. Atualmente, as bebidas alcoólicas correspondem a um dos tipos de drogas lícitas com o maior número de dependentes no mundo.

O efeito do álcool é devastador tanto para os alcoolistas quanto para suas famílias e, por isso, a doença precisa ser tratada. O principal grupo internacional de apoio à recuperação dos dependentes de álcool é o Alcoólicos Anônimos (AA). Este grupo de autoajuda surgiu há mais de 80 anos e atua em cerca de 180 países.


Efeitos do álcool sobre o organismo

Os efeitos do álcool sobre o organismo do dependente são muitos, e afetam o ser humano física e mentalmente. O álcool é fator de risco para o desenvolvimento de diversas doenças, como problemas de coração e acidentes vasculares cerebrais. Além disso, o consumo exagerado de bebidas alcoólicas afeta as relações sociais e profissionais do dependente.


O objetivo do AA

O grupo Alcoólicos Anônimos apresenta aos frequentadores das reuniões a mensagem do “Só por Hoje”, que incentiva as pessoas a vencerem a doença por meio da abstinência diária. Antes de cada reunião, os membros do grupo fazem a Oração da Serenidade, na qual pedem serenidade para aceitar as coisas que não podem mudar, coragem para modificar aquelas que podem e sabedoria para distinguir umas das outras.

O AA tem reuniões semanais e propõe aos companheiros do grupo um Programa de 12 Passos para viver uma vida de sobriedade. O grupo estima que já ajudou mais de 2 milhões de alcoólicos no mundo inteiro.


O que a medicina diz sobre o alcoolismo?

As pesquisas médicas sobre o alcoolismo vêm acontecendo de forma intensa desde 1965. Os médicos e cientistas tentam compreender os efeitos do álcool no organismo de pessoas que são naturalmente vulneráveis a desenvolver vícios com substâncias psicotrópicas.

Muitos psiquiatras afirmam que o álcool modifica o circuito de recompensa no cérebro, estabelecendo um impulso e uma necessidade de consumir bebidas alcoólicas. Por isso, o tratamento de um dependente pode durar até cinco anos e ser marcado por diversas recaídas.

Os principais sintomas do Alcoolismo são: compulsão por bebidas alcoólicas, consumo de doses cada vez maiores de álcool, abstinência, abandono da vida social e familiar, consumo de álcool em situações contraindicadas, como na condução de veículos ou após o diagnóstico de doenças hepáticas; falta de interesse por outros prazeres, depressão, problemas cognitivos, entre outros.

O tratamento exige desintoxicação, aconselhamento e suporte psicológico. A família é essencial na recuperação do dependente.

É importante destacar que o alcoolismo é uma doença que não tem cura. Para viver bem, o dependente de álcool precisa se manter sóbrio, evitando, assim, todos os tipos de bebidas alcoólicas pelo resto da vida. Essa é a única forma de recuperação!

Leia também! Assuntos relevantes