Expansão do Socialismo

Expansão do Socialismo

Por

A expansão do socialismo começou logo após o fim da Segunda Guerra mundial. Nesse cenário, vários países europeus se tornaram socialistas, a China conduziu sua revolução socialista na década de 1960 e Cuba se tornou o primeiro país latino-americano a adotar o sistema socialista. O bloco dos países socialistas era liderado pela URSS.

O primeiro Estado socialista da história foi a Rússia. A revolução bolchevique aconteceu em 1917, trazendo a esperança de um novo mundo, sem desigualdades sociais.

Depois da Segunda Guerra Mundial, os movimentos socialistas cresceram muito e passaram a ameaçar os países capitalistas. A URSS começou a ajudar grupos de orientação comunista a tomarem o poder. O movimento também foi visto na Ásia, principalmente na China.

Depois que Cuba se tornou comunista, no fim da década de 1950, os Estados Unidos ficaram incomodados com a situação. Para os norte-americanos, o avanço do socialismo significava uma ameaça ao capitalismo.

Essa divisão entre socialistas e capitalistas gerou a chamada Guerra Fria. O lado do capitalismo era liderado pelos Estados Unidos; e o lado do socialismo era liderado pela União Soviética.

A divisão ideológica resultou num mundo bipolar, onde as duas maiores potências estavam separadas por pensamentos políticos. Nesse contexto, americanos e soviéticos buscaram aliados para expandir suas ideologias.

Nessa fase, o socialismo pregava um sistema baseado na economia planificada, no partido único e na igualdade social. O fim da expansão socialista só se deu no final da década de 1980, quando a falta de democracia e o atraso econômico das repúblicas soviéticas levaram o socialismo a uma crise.

No início da década de 1990, o então presidente da União Soviética, Gorbachev, anunciou o fim do sistema socialista.

Leia também! Assuntos relevantes