Segunda Revolução Industrial

Acontecimento se deu na segunda metade do século XIX, graças ao avanço das pesquisas sobre eletromagnetismo e a descoberta de fontes de energia fóssil.

Com a Revolução Industrial pode-se perceber o quanto eram necessárias novas tecnologias para os donos de indústrias ou os povos de qualquer nação para que eles pudessem criar novas fontes de renda e ampliar os seus lucros.

A partir dessa necessidade, o modelo industrial estipulado no século XVIII sofreu diversas mudanças e aprimoramentos, fatos que ficaram marcados pela busca por novidades. Com isso, ficou claro que uma nova onda tecnológica deu início a Segunda Revolução Industrial.


Maior destaque para a energia elétrica e uso maior do petróleo


Explorando petróleo

Com a Segunda Revolução Industrial em andamento, a utilização da energia elétrica, o uso do motor de explosão, os corantes sintéticos e a invenção do telégrafo fizeram com que novos mercados fossem explorados e acelerassem o ritmo industrial. Com isso, diversos cientistas passaram a elaborar teorias, a fim de que criassem máquinas que fossem capazes de reduzir os custos e o tempo de fabricação dos produtos, aumentando assim o seu consumo.

A energia elétrica já era conhecida nessa época, mas só era utilizada para desenvolver pesquisas de laboratório. Entretanto, começou a ser utilizada como uma fonte de energia que poderia ser transmitida em longas distâncias, gerando um custo menor, em comparação ao vapor. Em 1879, foi criada a lâmpada incandescente, que foi um importante marco nos sistemas de iluminação dos centros urbanos e das indústrias.
Já o petróleo, que tinha seu funcionamento voltado apenas para os sistemas de iluminação, passou a ter uma nova funcionalidade com o motor à combustão. Com isso, o petróleo e a energia elétrica fizeram acelerar o processo de produção.

É preciso destacar também duas descobertas que foram essenciais para essa nova etapa do capitalismo industrial: ligas metálicas e outros materiais importantes e as estradas de ferro.

Produção Industrial Antiga


Ligas metálicas e outros materiais importantes

Com as experiências sendo feitos a todo o vapor, o aproveitamento de minérios que antes não tinham nenhuma importância foi permitido e mudou o conceito desses minérios. O aço e o alumínio foram explorados ao extremo, justamente por causa da sua resistência e maleabilidade. Os meios mais simples de fabricação permitiram que o ácido sulfúrico e a soda cáustica ficassem mais acessíveis. Através de desse novo conceito, materiais como borracha, papel e explosivos foram produzidos em larga escala.


Estradas de ferro


Estrada de Velho Antiga

A descoberta de novas fontes de energia e a produção de aço fez com que fosse possível que os meios de locomoção se tornassem mais rápidos e baratos. Durante esse período, as estradas de ferro foram os meios de transporte que mais receberam investimentos. Com isso, Estados Unidos e a Europa tiveram cerca de 200 mil quilômetros de trilhos construídos cada um.

Esse período marcou também a oferta de emprego, onde mais de dois milhões de pessoas foram empregadas, somente na manutenção desse meio de transporte.

Trem antigo

Com essas inovações, as indústrias obtiveram lucros cada vez maiores e incentivaram cada vez mais o processo de obter a matéria-prima e a venda do produto.


Mais assuntos relacionados à Revolução Industrial

Leia também! Assuntos relevantes