Pedagogia

Fases da escrita no processo de alfabetização

Durante a década de 1980 foi publicado um importante estudo que analisou as fases da escrita, usando como base de pesquisa o construtivismo de Vygotsky e Piaget. Tal estudo foi escrito pelas estudiosas Emília Ferrero e Ana Teberosky e intitulado A psicogêse da língua escrita.

Mostra-se de grande importância o esclarecimento de que esse é apenas um estudo, que busca uma reflexão sobre a forma com a qual o aluno aprende a linguagem. Sendo assim, um professor do primeiro ano do ensino fundamental, não poderia dizer que está educando pelo método da Psicogênese da escrita. Deveria então estudá-lo e, a partir do mesmo, desenvolver uma análise própria, dentro do recorte de sua realidade.

Fase pré-silábica

Para melhor compreender esses conceitos, devemos conhecer as fases abordadas por Ferrero e Teberosky, começando com aquela intitulada como fase pré-silábica. Nessa fase espera-se que os alunos, ainda na educação infantil, já tenham sido apresentados ao alfabeto.

Nesse momento é quase impossível que o aluno vá conseguir formar palavras com sentido real sozinhos. Mas é a fase em que eles vão saber diferenciar o mundo das letras do mundo dos desenhos ou outros símbolos.

Ainda sem reconhecer elementos importantes como os sons das letras e sílabas, a criança começa a criar hipóteses de como o nome das coisas é escrito. Nesse caso, se o professor pedir para que ela escreva a palavra dinossauro, ela provavelmente irá escrevê-la com inúmeras letras, associando a dimensão do animal à da palavra. Já se for pedido para que ela escreva formiga, pode escrever com pouquíssimas letras, partindo da mesma analogia.

Fase silábica

Após essa fase, a criança passa para aquela conhecida como fase silábica. É nessa fase que a criança começa a perceber que as palavras são criadas a partir de sílabas. Torna-se muito comum que a mesma utilize uma letra de cada sílaba na construção da palavra. Por exemplo, se o professor pedir que a criança escreva a palavra sapo, ela provavelmente vai escrever apenas as consoantes, pensando nas sílabas e se lembrando da primeira letra que elas possuem.

Fase silábica sem valor sonoro (svs) e Fase silábica com valor sonoro

Essa fase é dividida em duas situações. A primeira foi chamada de silábica sem valor sonoro (svs), que diz respeito a situação acima descrita, quando a criança já entendeu que as palavras são escritas com sílabas, mas ainda não compreende as questões de sonoridade e sentido, podendo usar letras diferentes a da palavra correta. Já a segunda é chamada de silábica com valor sonoro, e diz respeito a situação oposta, quando a criança consegue relacionar as letras corretas à escrita da palavra.

Fase silábico-alfabética

A etapa seguinte é denominada silábico-alfabética, misturando características das fases anteriores. Muitos autores não consideram essa como uma fase, e sim um entremeio, em que o aluno está transitando de uma fase para a outra.

Esse é um momento muito importante para o desenvolvimento da criança, pois é aí que ela começa a perceber a complexidade da estrutura das palavras e que para formá-las será preciso mais do que algumas letras. Assim, ela percebe que para escrever a palavra sapo, somente o S não dá o sentido do som da sílaba sa, por exemplo. Com o tempo, cada vez mais ela percebe a estrutura da língua e tem escritas mais assertivas.

Fase alfabética

Assim, nos deparamos com a última fase, que é denominada fase alfabética. É quando termina o primeiro ano de ensino, e espera-se que a criança compreenda a estrutura da palavra, percebendo a sonoridade das letras, das sílabas e como a junção das mesmas formam diferentes padrões.

Essa fase não implica ao aluno conhecimento pleno da escrita, já que muitas letras possuem sons similares, o que pode confundi-los. Mas será, sem dúvidas, um período muito mais assertivo.

Fase ortográfica

A partir daí o objetivo é que o aluno se desenvolva cada vez mais, chegando a fase ortográfica, e compreendendo que a escrita está para além da fala e da sonoridade, compreendendo as estruturas ortográficas da escrita.

Percebemos assim, que estudos como esse visam uma sondagem, possibilitando ao professor entender o processo de desenvolvimento do aluno, compreendendo em que fase o mesmo se encontra e o que pode ser feito para auxiliá-lo em seu desenvolvimento.

REFERÊNCIAS

Fases da escrita no processo de alfabetização. Youtube. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=qOaxs1HuCTQ&t=743s . Acesso em: 09 mar. 2021.

Conheça os níveis de alfabetização. Youtube. Disponível em: https://blog.redecaminhodosaber.com.br/conheca-os-niveis-de-alfabetizacao/ Acesso em: 09 mar. 2021.

Adblock detectado

Por favor, desative o adblock! Quando você bloqueia a propaganda, você está impedindo que o serviço continue gratuito. Agradecemos a sua compreensão =)