Contagem do Tempo Cronológico, o Tempo na História e a Linha do Tempo

Medimos a vida, os acontecimentos e a existência do homem através do tempo. As primeiras ferramentas usadas para medir o tempo foram o dia e a noite, fenômenos naturais que indicavam que a vida seguia seu caminho.

Os mais antigos também usavam outras referências naturais neste processo de medir o tempo, como a observação do crescimento das plantas, a maré, a lua, os astros, tudo que pudesse ajudar a metrificar a vida. Assim, além de tentar medir o tempo, o homem criou a consciência de que tudo tem começo, meio e fim.

A maneira de medir o tempo também serve para compreender a vida e que a existência respeita um ciclo próprio, que pode ser entendido de forma mais clara quando é metrificado. Nesse contexto, existem os conceitos de tempo histórico e de tempo cronológico.


O que é o tempo histórico?

O tempo histórico não se refere apenas à contagem do tempo, mas tem a função de situar o homem em seu tempo, lhe dar uma referência de existência. Sendo assim, para quem estuda história e analisa os fatos em um determinado período, o fator do tempo cronológico não é determinante, pois não se mede o tempo através do calendário e dos segundos que passam. O historiador está interessado mesmo em fatos históricos, acontecimentos, mudanças profundas na sociedade, comportamentos, entre outros fatores.

O tempo histórico, então, como forma de medida, respeita dois fatores em seu estudo: eventos de curta duração e eventos de longa duração. Assim, um tempo pode ser diferenciado de outro através de como a sociedade estava organizada naquele período, representando um tempo histórico.

Vamos fazer a comparação de dois períodos para você compreender melhor a diferença entre tempo histórico e tempo cronológico?

A Idade Média durou quase 1.000 anos do tempo cronológico, aquele que se mede no calendário, com a passagem dos segundos, minutos, horas, dias, meses e anos.

A Idade Moderna pode durar somente 400 anos, de acordo com o tempo cronológico. Porém, no tempo histórico, o historiador avalia a modificação profunda da sociedade em seus estudos para fazer a medição do tempo e classificar esses dois períodos.

Outros fatores levados em consideração no tempo histórico são alterações políticas de um período para o outro, como é o comportamento das pessoas na sociedade, como a economia funciona no período, entre outros traços que marcam uma fase.

O tempo cronológico também tem importância para o historiador, que se apoia na contagem do tempo para elaborar a narrativa dos acontecimentos. Por isso, tanto o tempo histórico como o tempo cronológico são essenciais para medir os fatos e a existência do homem.

O que é linha do tempo?

Já a linha do tempo é uma representação gráfica da passagem do tempo, com a marcação de eventos importantes e de personagens essenciais para compreender o período selecionado para demonstração.

Assim, na linha do tempo, é possível mostrar a ordem cronológica dos eventos históricos. A linha do tempo é um instrumento muito útil para que as pessoas, em especial estudantes e interessados em história, visualizem a ordem dos acontecimentos e compreendam melhor um período que está sendo estudado.

Veja também:

Pré-História

Tempo Geológico