A catapora é causada pelo vírus Varicela-Zóster e também é uma doença chamada de varicela. Era uma das doenças com maior índice de ocorrência na infância, mas esses números caíram bastante após a vacinação.

A grande maioria dos casos de catapora é benigno, porém a doença é altamente contagiosa, ou seja, é muito fácil de pegar e ser transmitida. Depois do contágio, quem pegou o vírus uma vez pode se considerar imunizado para a vida inteira. Porém, uma das complicações da catapora pode ocorrer na vida adulta, com o aparecimento do cobreiro ou herpes-zóster, que é quando o vírus que estava no organismo se manifesta novamente.


Quais os sintomas da catapora?

A catapora provoca mal-estar e febre, com temperatura corporal que pode chegar a 39,5°. Outros sintomas são os seguintes:

  • Inapetência (falta de apetite);
  • Dor de cabeça;
  • Cansaço;
  • Lesões na pele com manchas vermelhas.

As manchas avermelhadas que se transformam em bolhas e que dão uma coceira quase incontrolável são um dos sintomas mais conhecidos da catapora. O ideal é não coçar as crostas que se formam na pele, para não infeccionar e não causar cicatrizes.

A catapora é uma doença muito contagiosa, sendo que a transmissão acontece através das secreções respiratórias e da saliva. Uma outra maneira de pegar catapora é tendo contato com o líquido presente nas vesículas (feridas) que estão na pele de alguém que está contaminado.

A incubação da catapora leva cerca de 15 dias. Para se recuperar, o paciente demora de 7 a 10 dias após os primeiros sintomas aparecerem.


Qual o tratamento para catapora?

O tratamento para catapora é feito para amenizar os sintomas, no sentido de melhorar a sensação de bem-estar do paciente. Assim como em outras doenças virais, os medicamentos são destinados para que o paciente se sinta melhor, enquanto o próprio organismo combate o vírus invasor.

É importante não coçar as feridas, principalmente para que não haja uma infecção bacteriana nas lesões, causando uma complicação no quadro de saúde do paciente. Se o paciente não coçar as feridas, o risco de contaminação diminui bastante, uma vez que mãos sujas são quase sempre os principais responsáveis pela infecção.

Além disso, coçar as feridas da catapora pode causar cicatrizes que marcam a pele. A catapora é uma doença basicamente infantil, mas também pode atingir adultos e, neste caso, é importante receber cuidados médicos especiais.


Vacina para catapora

A vacina para catapora é a maneira mais eficiente para prevenir a doença. A imunização é indicada para as seguintes pessoas:

  • Crianças com mais de 1 ano;
  • Adolescentes;
  • Adultos com imunidade baixa;
  • Pessoas que vão passar por radioterapia ou quimioterapia.

A Sociedade Brasileira de Imunização recomenda a vacina contra catapora para crianças com 15 meses. A segunda dose deve ocorrer entre 4 e 6 anos de idade.

A catapora é benigna, mas os sintomas incomodam bastante, principalmente porque a sensação de coceira é muito forte. É muito importante evitar o contato com pessoas que estão com catapora.

Entre as orientações para quem foi infectado pelo vírus da catapora estão: não coçar as feridas ou arrancar as crostas que se formam na pele, beber bastante líquido e fazer repouso até a febre passar.