No Folclore Brasileiro encontramos uma criatura que é homem e mulher ao mesmo tempo, chamada de Acutipupu. Você conhece esta lenda? Já ouviu falar neste ser misterioso? Confira neste artigo!


A história do Acutipupu

O Acutipupu é um ser presente no Folclore Brasileiro. Na lenda, o Acutipupu tinha um poder diferente quando era mulher. Como ser feminino, ele tinha filhas belíssimas, todas mais lindas que as estrelas. Quando era homem, o Acutipupu tinha outra benção, a capacidade de fecundar mulheres e garantir que elas dessem à luz homens que se tornariam muito valentes, seres fortes e repletos de vida, mais radiantes que o próprio Sol.

Na lenda do Acutipupu, certa vez, em seu corpo feminino, o ser deu à luz a uma filha que teve com um índio guerreiro chamado Uaiú, acusado de mandar na região com a lei de Jurupari. A menina, chamada Erem, acabou sendo uma linda mulher, que encantava a todos com sua beleza peculiar.

Acontece que na história de Acutipupu, o pai acaba ficando apaixonado pela própria filha. Fora de controle e tomado pelo seu desejo, Uaiú tenta fazer amor com a filha, mas a menina consegue escapar e obter refúgio em outra tribo. O chefe dos índios que acolhem Erem, chamado Cancelri, também fica encantado com a moça e os dois acabam se casando.

Mesmo assim, o pai da menina Erem, Uaiú, não se dá por vencido e busca guerrear com a tribo inimiga, cujo chefe agora tinha domínio sobre sua filha. A luta foi muito violenta e todos acabaram mortos. No fim, Acutipupu também acaba matando sua própria filha por causa de seu desejo descontrolado.

A lenda de Acutipupu não pode ser considerada popular, mesmo fazendo parte do Folclore Brasileiro. Pouca gente tem conhecimento dessa história. Acredita-se que a lenda teve origem em Japi, São Paulo. É uma lenda impopular e que tem uma narrativa violenta, impactante e inusitada.


Veja também

Leia também! Assuntos relevantes