Robert Andrews Millikan (1868-1953)

Robert Andrews Millikan (1868-1953)

Por

Robert Andrews Millikan nasceu em Morrison, Estados Unidos, no dia 22 de março de 1868. Ele foi um físico norte-americano e recebeu o Nobel de Física em 1923, uma honraria por seu trabalho com cargas elétricas elementares e o efeito fotoelétrico.

Millikan atuou como presidente do Conselho Executivo no Instituto de Tecnologia da Califórnia entre os anos de 1921 e 1945. Ele também fez parte do Conselho de Administração para a Science Service.

O físico dedicou grande parte de sua trajetória aos estudos da medida da carga do elétron e do efeito fotoelétrico. Na infância e adolescência, ele foi educado na Maquoketa High School, em Iowa; e na Oberlin College, em Ohio.

Millikan foi professor de física e alcançou o título de mastership in physics, em 1893. Em seguida, ele foi nomeado para atuar na área de Física da Universidade de Columbia, onde recebeu seu Ph.D.

Millikan lançou pesquisas sobre a polarização da luz emitida por superfícies incandescentes. Ele viveu um ano na Alemanha, onde estudou nas universidades de Berlim e Göttingen. De volta aos Estados Unidos, ele passou a trabalhar na University of Chicago, em 1896.

O cientista se tornou mundialmente conhecido por isolar o elétron. Na vida pessoal, ele foi casado com Greta Erwin Blanchard, com quem teve três filhos.

Durante sua vida profissional, Robert Andrews Millikan foi doutor honorário em 25 universidades. Ele morreu no dia 19 de dezembro de 1953, em San Marino.

Leia também! Assuntos relevantes