Jorge de Lima

Jorge de Lima

Por

Jorge de Lima nasceu no dia 23 de abril de 1893, em União, Alagoas. Ele foi um autor de grande renome na literatura brasileira, tendo iniciado seu contato com as letras aos 10 anos de idade, escrevendo um jornal para seu colégio.

Jorge de Lima se formou em medicina na Bahia e no Rio de Janeiro. Seu primeiro livro foi "XIV Alexandrinos". Já adulto, ele trabalhou como médico e ocupou cargos públicos em Alagoas.

Em 1920, Jorge de Lima lançou um livro de poemas, com destaque para suas obras "O Mundo do Menino Impossível" e "Essa Negra Fulô". Em 1930, ele se mudou para o Rio de Janeiro e começou a dar aulas na Universidade do Brasil e na Universidade do Distrito Federal.

Em 1935, foi eleito vereador. Neste período, publicou os poemas "Tempo e Eternidade", "Invenção de Orfeu" e "Livro de Sonetos". Em 1940, ganhou o Grande Prêmio de Poesia, da Academia Brasileira de Letras.

Jorge de Lima escrevia de forma leve e com alta qualidade textual. Ele foi considerado uma das figuras mais importantes do movimento do Modernismo Brasileiro. O escritor também publicou romances, ensaios e peças teatrais.

Em 1939, Lima começou a trabalhar com artes plásticas. Em 1952, lançou o livro mais importante de sua carreira: Invenção de Orfeu.

Em 1953, gravou poemas para o Arquivo da Palavra Falada da Biblioteca do Congresso de Washington, nos Estados Unidos. Jorge de Lima morreu no dia 15 de novembro de 1953, no Rio de Janeiro.

Leia também! Assuntos relevantes