Evaporação


 Compartilhar no facebook
 Compartilhar no twitter


Evaporação

A evaporação é a passagem da fase líquida para a gasosa, que ocorre lentamente na superfície dos líquidos; particularmente, denota o processo cíclico de ascensão das massas d'água sob a forma de vapor. Constitui uma parte importante da mudança de energia dentro do sistema Terra- atmosfera, responsável pelos movimentos atmosféricos e, consequentemente, pelas variações climáticas.

As moléculas de um líquido não têm todas a mesma energia cinética. Algumas têm energia cinética maior que a média, outras tem energia cinética menor. A maioria não tem energia suficiente para mudar de fase. No entanto, algumas têm energia muito maior que a média. Quando uma dessas moléculas atinge a superfície, ela pode sair do líquido e passar para a fase gasosa. É assim que acontece o processo da evaporação.

Pressão de vapor
Quando a água evapora de um recipiente aberto, algumas das moléculas do vapor se chocam com moléculas do ar, recuam, e tornam a entrar no líquido. O ar se comporta, portanto, como uma cobertura que se opõe à evaporação e a retarda. Se você tampa o recipiente, o vapor se acumulará no espaço acima do líquido. O número de moléculas que voltam para o líquido ou se condensam aumentará até que as moléculas se condensem na mesma proporção que se evaporem. Assim a quantidade de vapor será constante; nós dizemos que o espaço está saturado.

A pressão de vapor de ar saturado aumenta com a temperatura
Quando a temperatura de um líquido aumenta, suas moléculas se movem mais depressa. Elas então evaporam mais rapidamente e o vapor no recipiente fica mais denso. As moléculas do vapor se chocam mais, contra as paredes, em cada segundo; e elas se chocam com mais força.

A 10º C a pressão de vapor do ar saturado com água é de cerca de 2 centímetros de mercúrio. A 80º C ela é de 35 centímetros de mercúrio e a 100º C é de 76 centímetros de mercúrio.

Quanto maior for a pressão, mais vapor haverá na camada de ar adjacente e mais rápida será a evaporação. Compreende-se portanto porque é que a velocidade de evaporação aumenta com o aquecimento.

Se quisermos contribuir para a evaporação, é preciso fazer de maneira que o vapor se escape mais rapidamente, isto é, acentuar a movimentação do ar. Eis porque a evaporação se acelera quando sopramos sobre o líquido. Ainda que a sua pressão de vapor seja relativamente baixa, a água desaparece bastante depressa se a pusermos num prato, num local exposto ao vento.


A rapidez com que a água evapora depende de vários fatores:
ÁREA - Um prato cheio de água evaporará mais depressa do que um copo de água com a mesma quantidade, porque a água no prato tem maior superfície pela qual as moléculas podem escapar.

TEMPERATURA - Um aumento de temperatura faz as moléculas se moverem mais depressa. Portanto elas têm maior energia cinética e podem, assim, passar mais facilmente pela camada superficial e escapar.

PRESSÃO DO AR - As moléculas de água que atravessam a camada superficial podem chocar-se com moléculas do ar e recuar para o líquido. O ar atua como uma cobertura que se opõe à evaporação. A rapidez de evaporação diminui quando a pressão atmosférica aumenta.

UMIDADE - Quando a água num recipiente fechado não o enche completamente, o vapor se acumula no espaço sobre o líquido até que as moléculas de vapor evaporem e se condensam com a mesma rapidez. A rapidez de evaporação diminui quando a umidade aumenta.

VENTO - Num dia de ar parado a água evaporada de uma roupa molhada fica perto da roupa, aumentando a umidade relativa e impedindo a evaporação. O vento leva para longe esse vapor de modo que a roupa seca mais depressa.




Leia também! Assuntos relevantes.

Ecologia
Durante muito tempo desconhecida do grande público e relegada a segundo plano por muitos cientistas, a ecologia surgiu no século XX como um dos mais p...

Ciclo da Água
Pode admitir-se que a quantidade total de água existente na Terra, nas suas três fases, sólida, líquida e gasosa, se tem mantido constante, desde o ap...

Dia Mundial da Água
O Dia Mundial da Água é celebrado em 22 de março. A data foi estabelecida para chamar a atenção do mundo sobre a importância de se preservar as fontes...

Energia das Águas Represadas
Por Rodnei Vecchia Nunca o homem inventará nada mais simples nem mais belo do que uma manifestação da natureza. Dada a causa, a natureza produz o e...

Água
A água não é um elemento químico, mas sim, um composto molecular formado por dois átomos do elemento hidrogênio e um átomo do elemento oxigênio. A...

A água (Citoquímica)
A quantidade de água e sais minerais na célula e nos organismos deve ser perfeitamente balanceada, qualificando o chamado equilíbrio hidrossalino. ...

Águas de Piraju - Estudo de caso de uma nova usina hidrelétrica
Por Rodnei Vecchia Águas de Piraju, Límpidas evaporam-se; Nuvens de imensidão, Pisos vermelhos de paixão. Piraju, nome originário da expressã...

Noção de PH - Água (Citoquímica)
Na água líquida, há uma tendência natural de algumas moléculas passarem à forma ionizada. H2O --> H+ + OH- Na água pura, o número de íons H+ q...

Texto argumentativo sobre a água
A escassez de chuvas na região sudeste do Brasil e a realidade dos reservatórios das principais represas do Estado de São Paulo trouxeram à mídia uma ...

Gases Industriais
Gases industriais compõe um grupo de gases comercialmente fabricados e vendidos para utilização em aplicações diversas. Estes gases normalmente são us...

Fale Conosco | Feed / RSS | Google + | Twitter |

Novos assuntos sobre educação no seu e-mail

Site destinado a educação, estudos, informação e pesquisa escolar. Não incentivamos a prática de trabalhos escolares prontos.

Somos um veículo de comunicação. Não compactuamos com nenhuma opinião sobre nenhum tema.

Cópia ou reprodução de conteúdo somente se citada a fonte.

© 2015 - Grupo Escolar - Todos direitos reservados