Dyonélio Machado

Dyonélio Machado

Por

Dyonélio Tubino Machado nasceu na cidade de Quaraí, no Rio Grande do Sul, em 21 de agosto de 1895. Ele foi um romancista, contista, ensaísta e psiquiatra.

O primeiro trabalho do escritor foi em 1903, quando ele começou a vender bilhetes de loteria. Dyonélio também atuou como balconista e monitor de classes na escola pública.

Em 1912, ele se mudou para a capital Porto Alegre, onde conseguiu concluir o curso secundário. Em 1921, o escritou fundou o jornal “A Informação”, ligado ao Partido Republicano. Em 1923, publicou o ensaio “Política Contemporânea: Três Aspectos e ingressa na Faculdade de Medicina”.

Na literatura, a estreia de Dyonélio Machado aconteceu em 1927, com o lançamento dos Contos de Um Pobre Homem. Entre os anos de 1930 e 1931, o autor viveu no Rio de Janeiro, onde se especializou em psiquiatria e neurologia.

Em sua trajetória literária, o escritou também publicou o romance Os Ratos, lançado em 1935 e considerado sua obra prima. Dyonélio foi membro do Partido Comunista e se elegeu deputado em 1947, mas seu mandato foi cassado e ele se afastou da política e da vida pública por 20 anos.

Dyonélio Machado faleceu no dia 19 de junho de 1985. Ele conseguiu se consagrar como escritor e foi um dos principais nomes da segunda geração do Modernismo no Brasil.

Leia também! Assuntos relevantes