Dor de garganta e febre...

A dor de garganta e a febre são sintomas bastante comuns entre a população e, muitas vezes, não são tratados corretamente, já que as pessoas acabam dando pouca importância a estas condições de saúde. Acontece que tanto a dor de garganta quanto a febre podem indicar doenças específicas, que precisam de atenção médica.

Quando se manifestam juntas, em crianças ou adultos, a dor de garganta e a febre podem apontar um quadro de faringite ou amigdalite. Os sintomas também podem indicar resfriados e outras condições.


Entenda a dor de garganta e a febre

A inflamação da garganta, normalmente, é resultado de inflamações da faringe ou da amígdala. Estes quadros têm causas predominantemente virais, mas também podem ser causados por bactérias.

A faringite, inflamação da faringe; e a amigdalite, inflamação das amígdalas, causam dor e incômodo ao paciente. Quando estas duas estruturas do organismo inflamam ao mesmo tempo, se estabelece um quadro de faringoamigdalite. O tratamento dessas doenças deve ser feito com o otorrinolaringologista.

A febre surge como uma consequência da inflamação da garganta e precisa de tratamento para ficar sob controle. Em muitos casos, esses sintomas também trazem fadiga extrema e mal-estar ao paciente.

Os principais sinais da dor de garganta são: irritação, dificuldade para engolir, garganta avermelhada, febre, rouquidão e dores no corpo. Neste estado, é importante buscar o tratamento mais adequado.

Garganta avermelhada

Em geral, as faringites virais se curam espontaneamente, diferentemente das faringites e amigdalites bacterianas, que exigem cuidados especiais, já que podem causar abscessos e, até mesmo, febre reumática, em estágios avançados. No caso de dor de garganta bacteriana, é indispensável o uso de antibióticos receitados pelo médico responsável.

Uma consulta com o especialista também vai poder distinguir o tipo de dor de garganta e saber se ela é ou não infecciosa. Em alguns casos, essa dor também pode estar relacionada a alergias, refluxo, ressecamento da mucosa e uso prolongado da voz.

Já a dor de garganta viral pode ser provocada por gripe, resfriado e infecções. Para diagnosticar corretamente o problema, o médico precisa avaliar as características da inflamação e os sintomas associados, como a febre, por exemplo.

Uma maneira rápida de fazer o diagnóstico é verificar se existe a presença de pus na garganta, sintoma associado às faringites infecciosas.

Pus na garganta

É natural que o paciente com dor de garganta passe por um processo de perda do apetite, mas é importante tentar manter uma alimentação leve, saudável e fácil de ser consumida, como sopas, caldos e chás, por exemplo. Vale lembrar que os quadros de febre e dor de garganta são mais comuns durante o inverno seco, quando o organismo fica mais suscetível às infecções.

Leia também! Assuntos relevantes