Como entrar na faculdade usando os programas do governo?


 Compartilhar no facebook
 Compartilhar no twitter


Como entrar na faculdade usando os programas do governo?

Por Juliana Miranda, Grupo Escolar

Hoje, entrar numa faculdade é um sonho possível de realizar. Graças aos vários programas sociais que falicitaram a entrada de jovens no ensino superior, o Brasil vem mudando a realidade e o nível educacional do país a cada ano.

São várias as opções de programas oferecidos pelo governo para quem quer cursar uma faculdade. Vamos listar aqui as principais modalidades de bolsas de estudo que tornarão real a mudança de vida dos cidadãos de todas as classes sociais do Brasil.

FIES – O Governo Federal criou o FIES - Programa de Financiamento Estudantil, em 1999. O programa consiste em financiar a mensalidade de estudantes em universidades particulares. O financiamento é como um empréstimo, que deve ser pago após o término do curso. Para quem faz um curso de 4 anos, o financiamento oferece 13 anos para pagar as despesas da faculdade, com juros de 3,4% ao ano.

A inscrição para obter o benefício pode ser realizada em qualquer época do ano.

Prouni - É um programa do Governo Federal que concede bolsa de estudo integral ou parcial para alunos de baixa renda em instituições privadas de ensino superior. As bolsas do programa podem ser disputadas por estudantes que tenham renda familiar per capita de até 1,5 salários mínimos. Para participar, é preciso atingir uma boa nota no Enem. O Programa Universidade para Todos deve formar mais de 10 milhões de novos profissionais até 2015.

SiSu - O Sistema de Seleção Unificada é o sistema informatizado, gerenciado pelo Ministério da Educação, no qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas para candidatos participantes do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem).

CNPq – Por meio do Conselho Nacional de Conhecimento Científico e Tecnológico oferece bolsas de estudo para estudantes que queiram trabalhar na universidade na área da pesquisa científica.

Também existem programas de bolsas dos governos estaduais, como o Escola da Família, do governo de São Paulo, que concede bolsas parciais para estudantes que queiram atuar como educadores em escolas estaduais nos finais de semana.

As informações completas sobre todos os programas de bolsas de estudo para o ensino superior estão nos links abaixo:

www.cnpq.br/

sisfiesportal.mec.gov.br/

siteprouni.mec.gov.br/

sisu.mec.gov.br/

escoladafamilia.fde.sp.gov.br





Saiba mais

Buscas relacionadas a Como entrar na faculdade usando os programas do governo? em Fatos Gerais.


[ Pesquisa escolar lida 16835 Vezes - Categoria: Fatos Gerais ]


Leia também! Assuntos relevantes.

Principais faculdades de ensino a distância
O Ensino à distância está ganhando popularidade e atraindo aqueles que não têm tempo, ou dinheiro, para cursar uma universidade regular. Parece que aq...
Lido: 2789 Vezes

Ciência na Universidade
Por José Reis Um universitário de hoje, que não haja dedicado especial atenção à história das universidades, talvez imagine que a ciência sempre fo...
Lido: 6112 Vezes

Trote nas faculdades
O trote nas faculdades é uma questão polêmica e que já causou muita discussão no Brasil. O que antes era considerado um rito de passagem para os novos...
Lido: 357 Vezes

Lei das Cotas, Faculdades Federais
Uma nova lei de cotas para as universidades federais passa a valer já a partir de 2012. Isso porque o governo federal publicou no "Diário Oficial da U...
Lido: 1722 Vezes

Sugestão de Busca Escolar

Sites

Encceja
Enem
SISU
Prouni
Paixão e Amor
Curiosidades
Relacionamento

Fale Conosco
Feed / RSS

Comunidade no Google +
Comunidade no Twitter


Novidades no seu e-mail

Estudantes Online
Sobre o Grupo Escolar

GrupoEscolar.com - Todos direitos reservados

Todo o conteúdo do site é retirado da internet e/ou enviado pelos estudantes.

Caso algum conteúdo infrinja direitos autorais entre em contato que adicionaremos crédito ou retiraremos o mesmo.

As opiniões expressas nos textos são de responsabilidade dos seus autores.

Somos apenas um veículo de comunicação e não compactuamos com nenhuma opinião sobre nenhum tema.