Sedentarismo

Atualmente, vencer o sedentarismo, batendo sempre na tecla falar sobre a importância de ser ativo, de treinar constantemente e ter uma boa alimentação chega a ser cansativo.

E o que não faltam são estudos e comprovações científicas de que não ter uma vida desregrada e com maus hábitos alimentares gera um bem-estar não só físico, mas também mental.

Infelizmente, mais de 45% da população brasileira é sedentária, e tal fator sobrecarrega o sistema de saúde, encarece determinados serviços e além de prejudicar a vida de muitas pessoas.

Por isso, é preciso vencer a preguiça e o comodismo, mesmo não sendo uma tarefa fácil, não é?

Então chega de desculpas e confira no artigo a seguir os perigos que essa acomodação gera em sua vida.


O que é o sedentarismo?

O sedentarismo trata-se da falta de atividades físicas, resultando em um gasto calórico reduzido.

É considerada sendentária, a pessoa não consegue gastar o mínimo de 2.200 calorias por semana com atividades físicas.

Afinal, uma pessoa ativa deve gastar no mínimo 300 calorias por dia.

E essa falta de atividade física conta com uma alta incidência na população, sendo considerado um problema de saúde pública.


Dados preocupantes

Por exemplo, acredita-se que cerca de 46% da população brasileira seja sedentária e estima-se ainda que o sedentarismo esteja relacionado com quase 14% das mortes no Brasil (preocupante).

Como vimos, uma pessoa sedentária é caracterizada pela diminuição ou ausência de atividades físicas, não somente no âmbito esportivo, mas em toda a sua amplitude.

Tendo como principal efeito dessa disfunção, a redução no desempenho do organismo e, consequentemente, o surgimento de doenças.

Hoje em dia, é considerado um problema mundial de saúde pública.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de um quarto (1,4 bilhão) da população mundial de adultos são considerados inativos fisicamente.

Comendo doce, mal habito alimentar

O que o sedentarismo pode causar

O sedentarismo pode trazer inúmeras consequências para a saúde, como por exemplo:

  • 1. Falta de força muscular;
  • 2. Dores nas articulações;
  • 3. Acumulação de gordura abdominal e no interior das artérias;
  • 4. Ganho excessivo do peso e até mesmo obesidade;
  • 5. Elevação do colesterol e triglicerídeos;
  • 6. Doenças cardiovasculares, como Infarto ou AVC;
  • 7. Roncos durante o sono e Apneia do sono porque o ar pode passar com dificuldade pelas vias aéreas;
  • 8. Diabetes;
  • 9. Cânceres;
  • 10. Obesidade.


Como evitar o sedentarismo?

Saiba como sair do sedentarismo com nossas dicas simples:


Planeje sua rotina

A não organização de uma rotina é uma das principais dificuldades em manter hábitos de vida mais saudáveis.

Então, se você deseja praticar atividade física regularmente, é preciso planejar a sua rotina, estabelecendo dias e horários reservados para praticar à atividade física.

Exercite-se de manhã: Pela manhã, temos um ânimo é maior, afinal uma noite de sono proporciona mais disposição.

Então, prefira exercitar-se pela manhã, com isso, além de ter mais energia, você terá mais motivações para enfrentar o dia.

Busque o que você goste: Procure fazer uma atividade que você goste, como:

  • Caminhada;
  • Corrida;
  • Musculação;
  • Pilates;
  • Hidroginástica;
  • Natação;
  • Dança;
  • Mova-se
  • Crie metas

Defina agora mesmo quais serão suas metas diárias, semanais e até mensais em sua rotina saudável, assim, você cria um hábito de praticar exercícios.

Com o passar do tempo, essas atividades vão oferecer maior satisfação pessoal.


Sintomas

Cansaço no fim do dia: é um dos sintomas mais claros de sedentarismo, pois as pessoas que não praticam atividades físicas acabam se sentindo muito mais cansadas ao fim de um dia de trabalho.

Stress diário: afinal, a prática de exercícios faz com que você produza mais serotonina e endorfina, hormônios que trazem a sensação de bem-estar.

Sobrepeso: característica comum dos sedentários, o excesso de peso pode trazer outros problemas de saúde além da estética.

Sono leve ou noites mal dormidas: afinal, as atividades físicas auxiliam você a ter mais qualidade de sono e se dormimos mal, já acordamos cansados.

A prática de exercícios pode ser a melhor forma para melhores noites de sono, e por consequência, mais qualidade de vida.


Sedentarismo infantil

O sedentarismo na infância geralmente causa sérios danos à saúde, que podem se refletir na vida adulta.

E os dados sobre obesidade infantil são preocupantes, onde estudos apresentados apresentaram que, em média, 39% das crianças estão acima do peso no mundo inteiro.

Visto que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), já é considerada sedentária uma criança na faixa etária entre 6 e 17 anos que pratique menos de 300 minutos de atividade física semanalmente.

Nesse sentido é o vale a uma hora por dia de exercícios, cinco dias por semana.

Dicas de como prevenir o sedentarismo infantil

  • Tenha hábitos pessoais o exemplo que você quer que seus filhos sigam, pois, as crianças vão entender aquilo como algo normal para a vida;
  • Nada de brigas, apenas convença, pois de nada adianta tentar forçar a barra, pois poderá criar uma aversão às atividades físicas na criança o melhor mesmo é dialogar.
  • Leve-as para brincar ao ar livre e faça com que sintam prazer em correr por espaços abertos e seguros como parques, por exemplo.
  • Ofereça um ambiente divertido com programas feitos em família.
  • Tenha limites e não os deixe por longos períodos diante da TV ou de outras tecnologias (smartphones, tablets), pois os atrativos destes equipamentos são enormes e isso levará ao sedentarismo.


Posso ser considerado uma pessoa sedentária?

É recomendável que todas as pessoas, independente da idade, tenham o hábito de praticar atividade física regularmente.

Seja o futebol com os amigos, correr ao ar livre e caminhar no final do dia o que vale aqui é manter seu corpo em movimento durante 30 minutos diariamente ou 1 hora, 3 vezes por semana

E as crianças e as pessoas que acham que já se movimentam bastante, necessitam ter o hábito de praticar atividade física regularmente porque isso só tem benefícios para saúde.



Sedentarismo

Por

Compartilhe