Neurônios

Os neurônios são células nervosas especializadas. Essas células são responsáveis por diversos impulsos nervosos importantes para a vida humana. São elas, por exemplo, que fazem o processamento de todas as informações e estímulos presentes no corpo humano.

Os neurônios são estudados há anos no ramo da biologia e da medicina. As características dessas células são bastante peculiares, assim como suas funções no corpo humano. Basicamente, os neurônios são formados por dendritos, corpo celular e axônios. Cada uma dessas partes desempenha uma função específica. Confira:

Dendritos – Estruturas responsáveis por receberem as informações e estímulos. É classificada como a área receptora dos neurônios.

Corpo celular – Faz a integração de todas as informações e estímulos recebidos.

Axônios – São estruturas responsáveis por transportar impulsos nervosos de um neurônio a outro ou de um neurônio a uma fibra muscular ou glândula, por exemplo.

Estruturalmente falando, os neurônios possuem extremidades ramificadas. A transmissão dos impulsos nervosos acontece por meio de uma reação físico-química.

A comunicação entre dois neurônios acontece por meio da sinapse, com o suporte de neurotransmissores, que são substâncias produzidas pelos neurônios. Estudos estimam que o corpo humano adulto tenha mais de 85 bilhões de neurônios.

Estas conexões e células especializadas são estudadas pela área da neurociência. Já as doenças que atingem o sistema nervoso e, consequentemente os neurônios, são estudadas pela Neurologia, uma especialidade médica muito importante.

Neurônios, Sinapse

Os neurônios são estruturas de grande relevância no funcionamento do sistema nervoso. Eles fazem as conduções de todos os impulsos nervosos do nosso corpo. No processo de transporte de informações de um neurônio a outro, através da sinapse, o neurônio que passa a informação recebe o nome de célula pré-sináptica, já o neurônio que recebe a informação é chamado de célula pós-sináptica.

Os neurônios podem ser classificados. Uma das variáveis que diferencia os neurônios é o número de prolongamentos. Neste sentido, um neurônio pode ser bipolar (com um dendrito e um axônio), pseudounipolar (com prolongamento único) e multipolar (com mais de dois prolongamentos). Este último é o tipo de neurônio mais prevalente no sistema nervoso humano.

Os neurônios também são classificados de acordo com a função que desempenham. Eles podem ser sensoriais ou aferentes (quando recebem estímulos e os enviam para o sistema nervoso central), interneurônios (quando estabelecem conexões entre neurônios) e motores (quando enviam os impulsos nervosos para outras áreas do corpo).

Graças aos neurônios conseguimos enviar estímulos ao nosso cérebro. Cada neurônio desperta um tipo de reação, de acordo os estímulos recebidos. O transporte desses impulsos nervosos nos permite possuir reações sensoriais, enviar estímulos aos órgãos efetores e fibras musculares e desempenhar várias outras tarefas essenciais para a fisiologia e a sobrevivência humana.

Neurônios



Por

Compartilhe