Cerebelo

O cerebelo é um importante órgão do sistema nervoso humano. Faz parte da denominada região supra segmentar e está conectado à medula e ao bulbo. Fisiologicamente, o cerebelo atua de forma involuntária e inconsciente. O órgão tem a função de monitorar as funções de coordenação e equilíbrio do corpo.

O cerebelo é formado por uma porção mediana e ímpar, chamada de vérmis. Essa região é ligada aos hemisférios cerebelares. A localização do cerebelo fica entre o tronco encefálico e o cérebro. Ele está diretamente ligado à medula espinhal e ao tálamo, por meio de fibras nervosas.


Informações importantes sobre o cerebelo

A palavra cerebelo vem do latim e significa pequeno cérebro. O órgão é formado, basicamente, pelo vérmis e por seus dois hemisférios cerebelares, um do lado direito e outro do lado esquerdo. O vérmis corresponde à parte mediana do órgão, conectando os dois hemisférios com suas massas laterais.

O cerebelo também é formado por folhas de tecido nervoso e por uma substância esbranquiçada no centro. Além disso, também há a presença de uma outra substância de cor cinza, que fica no córtex cerebelar.

As funções do cerebelo no organismo são bastante específicas e relevantes para os seres humanos. O órgão age para garantir nosso equilíbrio, nossa postura e controle muscular. Outras atividades desempenhadas por este órgão são:

  • Adaptação dos movimentos corporais;
  • Desenvolvimento motor;
  • Tônus muscular.


Doenças que afetam o cerebelo

O cerebelo, assim como outras estruturas e órgãos humanos, também pode ser acometido por doenças e lesões. Nestes casos, o indivíduo pode sofrer de falta de coordenação motora, problemas para caminhar, perda de equilíbrio, danos posturais, diminuição do tônus muscular e distúrbios motores em geral.

Entre as doenças que atingem esse órgão, é possível citar a Síndrome do Vérmis, uma doença degenerativa. É importante dizer ainda que o cerebelo também está vinculado à nossa capacidade de controle cognitivo e emocional. Dessa forma, as doenças que afetam o órgão também podem impactar essas capacidades humanas.


Fisiologia do cerebelo

O cerebelo ocupa um espaço significativo na fossa craniana posterior humana. Ele é responsável por cerca de 10% do volume do nosso encéfalo. É um órgão que fica envolto em meninges, membranas que protegem as estruturas do sistema nervoso.

O cerebelo é formado por tecido nervoso. O órgão é dividido em arquicerebelo, paleocerebelo e neocerebelo.

Quando ocorrem lesões cerebelares, o ser humano pode ter sua mobilidade prejudicada. Existem três tipos de síndromes que afetam o órgão de forma majoritária.

São elas: síndrome de arquicerebelo, síndrome de paleocerebelo e síndrome de neocerebelo. No primeiro caso, o problema afeta principalmente crianças menores de 10 anos de idade que sofrem de tumores que comprimem o cerebelo. Quando isso acontece, o paciente costuma perder o equilíbrio, a ponto de não conseguir ficar em pé.

Na síndrome do paleocerebelo, a ocorrência mais frequente é em pessoas que sofrem de alcoolismo crônico. Nesta doença, o paciente sofre de perda de equilíbrio e da coordenação muscular nos membros inferiores.

Por fim, na síndrome do neocerebelo ocorrem lesões no lobo posterior do cerebelo, causando perda de coordenação.



Cerebelo

Por

Compartilhe