O processo para adição de hidrogênio é chamado de hidrogenação. O H2, hidrogênio gasoso, é reduzido em um processo químico com o uso de alcenos, alcinos e hidrocarbonetos. Para isso, em geral, é preciso contar com um catalisador.

Essa é a hidrogenação catalítica, muito usada em ambiente industrial. Os alcinos possuem tripla ligação entre os carbonos, enquanto os alcenos apresentam apenas duas ligações. Entre os produtos mais comuns feitos com este processo estão a margarina e a gasolina artificial.

Para fazer a margarina, são usados óleos vegetais que são induzidos a uma reação chamada de Sabatier-Senderens, quando uma molécula de hidrogênio se junta a um alceno. Neste processo químico, o catalisador pode ser a platina (Pt) ou o níquel (Ni). Tudo acontece em temperatura elevada e alta pressão. A vantagem de usar o níquel como catalisador é a economia, pois se trata de um material mais barato.

O contrário também pode ser feito, usando um alcino que tenha ligações triplas para obter a hidrogenação. Na maioria dos casos, a hidrogenação não é realizada até o final, justamente porque a finalidade é produzir gorduras hidrogenadas.

Estes tipos de gorduras podem ou não ser seletivos. Qual a diferença entre eles?

No processo seletivo de hidrogenação, o hidrogênio colocado com os ácidos graxos insaturados se sobressai em relação àqueles que não são tão insaturados. A elevação da temperatura na reação é uma característica marcante do processo.

Na hidrogenação, a reação química da molécula de alcino acontece com uma de hidrogênio em estado gasoso, por exemplo. Assim, a reação gera uma molécula de alceno.

Em mais uma reação com o hidrogênio gasoso, surge então uma molécula de alcano. Para isso acontecer é necessário ter um catalisador, pressão e temperaturas elevadas.

Normalmente, a segunda reação demora mais do que a primeira e este processo pode ser observado em ambiente laboratorial. Dependendo do catalisador escolhido, é possível obter o alcano como primeiro resultado, pulando a etapa da molécula de alceno. Neste caso, optar por Pt ou Ni como catalisadores fará muita diferença no resultado.

Se o catalisador for mais fraco, como é o caso do sulfato de bário (BaSO4) e do paládio (Pd) misturados, necessariamente, obter o alceno fará parte do processo.


Veja também:

Saponificação

Carvão Mineral

Leia também! Assuntos relevantes